Esquema de segurança para final da Copa reúne 26 mil agentes

São seis mil a mais do que o contingente usado em todo o Mundial

Por felipe.martins , felipe.martins

Rio - Para impedir que a fúria ou a alegria de argentinos ou alemães acabe em violência na final de domingo, o estado montou ontem mega-esquema de segurança para a decisão, com 26 mil agentes — seis mil homens a mais do que o usado em toda a competição. A estratégia foi traçada pela manhã em reunião com representantes de 39 órgãos, entre eles o secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame, no Centro Integrado de Comando e Controle, na Cidade Nova.

Clique sobre a imagem para visualizaçãoArte O Dia

O planejamento, que conta com as polícias Civil, Militar, Federal, Rodoviária Federal, Forças Armadas e Nacional, Guarda Municipal e agentes privados, foi entregue no fim da tarde ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, em um hotel da Zona Sul. “A população e os turistas podem ficar tranquilos. Manteremos o padrão de excelência”, enfatizou Cardozo. Na hora do jogo haverá 10 mil PMs nas ruas. Hoje, às 10h, uma coletiva da cúpula de segurança vai detalhar oficialmente o policiamento.

Segundo estimativa do secretário Especial de Turismo, Antonio Pedro Figueira de Mello, a expectativa é a de que 70 mil hermanos venham “invadir” a cidade. Só ontem, 200 ônibus argentinos entraram no Brasil, com destino ao Rio. A meta é reforçar o policiamento onde haja concentração de torcedores, como no entorno do Maracanã, e Copacabana, principalmente na Fifa Fan Fest.

O Terreirão do Samba, Sambódromo e Ilha do Fundão, onde a torcida azul e branca montou acampamento, receberão atenção especial. PMs trabalharão infiltrados em estações do Metrô. A segurança da presidenta Dilma Rousseff e de sete chefes de estado, como a primeira-ministra da Alemanha, Angela Merkel, o presidente alemão, Joachim Gauck, e o presidente da Rússia, Vladimir Putin, ficará com o Exército.

Ontem, a Polícia Rodoviária Federal montou operação na Rodovia Presidente Dutra, em Seropédica, para monitora o fluxo de argentinos. A ação começou às 11h e terminaria à 1h de hoje. Foram mobilizados 30 homens. A preocupação com a segurança tomou conta do Judiciário. O juiz Marcelo Rubioli, do Juizado do Torcedor, que fica no Maracanã, disse que o Tribunal de Justiça estuda colocar contêiner do lado de fora do estádio para o jogo.


Interdições de vias e proibição de estacionamento são ampliadas

O esquema especial de trânsito para o último fim de semana da Copa começa sábado e ampliará as interdições na região do palco da grande final. A proibição de estacionamento nas ruas do entorno do Maracanã começa às 17h e a primeira etapa de fechamento das vias ao tráfego, às 23h.

No domingo, além dos fechamentos realizados nos jogos anteriores, a Avenida Radial Oeste, no sentido Méier, também será bloqueada ao trânsito às 6h, assim como o entorno da Quinta da Boa Vista, a partir das 10h.

Em Copacabana, a Avenida Atlântica será fechada para área de lazer, na pista junto à praia, às 7h, amanhã e no domingo, com abertura prevista para após as 20h. A pista junto aos prédios terá sentido invertido e será interditada da Rua Figueiredo Magalhães à Avenida Princesa Isabel, meia hora antes do jogo Brasil e Holanda. A prioridade para a chegada ao Maracanã, segundo a prefeitura, é por meio de metrô e trem. Nas proibições de estacionamento, serão acrescidas as ruas Ceará, Senador Furtado e Duque de Caxias.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia