Multa para sujeira na rua aumenta 8%

No Mundial, Comlurb autua mais de 5 mil pessoas, sendo mais de mil estrangeiros

Por felipe.martins , felipe.martins

Rio - A Prefeitura do Rio reajustou em cerca de 8% os valores de multas aqueles que sujarem a cidade. Isso significa que quem jogar lixo no chão a partir de hoje vai ter que desembolsar R$ 170. Até, ontem, a infração era de R$ 157. A taxa mais cara, para grandes volumes, saltou de R$ 3.170 para R$ 3.400. O aumento foi publicado no Diário Oficial.

Do início da Copa do Mundo até agora, de acordo com a Comlurb, foram registradas 5.592 multas, sendo 1.060 de estrangeiros. Mas nem tudo que foi flagrado pelos fiscais da limpeza urbana deve se converter em dinheiro para os cofres públicos.

À exceção dos turistas dos países membros do Mercosul ( Argentina, Paraguai, Uruguai e Venezuela), que se não pagarem o valor da multa têm o nome inscrito no Serasa, os demais, vindos da América Central, Europa, África e Ásia não sofrem punição se ficarem inadimplentes.

A Comlurb não vê isso como problema e acredita na boa-fé dos visitantes. “Espera-se que todo cidadão honre com seus compromissos e assuma responsabilidades. Recebemos várias solicitações de estrangeiros, já em seus países de origem, perguntando o passo a passo para proceder o pagamento. E até hoje não temos registros de problemas de não pagamento da parte deles”, afirmou o órgão municipal de limpeza urbana, por nota.

Em caso de multa, na abordagem ao turista que vem de fora do Brasil, é solicitada a identidade, para pessoas de países do Mercosul. O passaporte é pedido para os demais estrangeiros. Nele, é anotada a infração. A Comlurb informou que está em andamento o processo de convênio com a Polícia Federal. Isso facilitaria o controle do pagamento das taxas e até a obrigatoriedade dela.

Quem é multado pode imprimir o boleto dois dias úteis após a autuação, no site da Comlurb, para efetuar o pagamento no Banco do Brasil.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia