Polícia prende último suspeito ter assaltado sítio do deputado Paulo Melo

Milton Rodrigo Caetano fazia parte da quadrilha e se entregou na tarde de terça-feira na 119ªDP (Rio Bonito)

Por paulo.gomes

Rio - Policiais da 119ªDP (Rio Bonito) prenderam o último integrante da quadrilha que assaltou o sítio do presidente da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), o deputado estadual Paulo Melo (PMDB), em Rio Bonito, na Região Metropolitana, em junho deste ano. Milton Rodrigo Caetano se entregou na delegacia na tarde de terça-feira.

Milton Rodrigo Caetano se entregou na 119ªDP (Rio Bonito) e foi apresentado na manhã desta quarta-feira na Cidade da PolíciaFabio Gonçalves / Agência O Dia

Milton é irmão de Bruno José Caetano de Moraes, que foi preso no último dia 12, no município de Madre de Deus, interior de Minas Gerais. De acordo com as investigações, pelo menos 70 roubos foram praticados pela quadrilha que assaltou o sítio do deputado. Segundo o delegado titular da 119ªDP, Carlos Eduardo Almeida, o número de assaltos a residências em áreas rurais cometidos pelos criminosos pode ser ainda maior, pois há suspeita de que eles agiam desde 2002.

Os policiais também disseram que o bando também é acusado de assaltar a fazenda do ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, em 2010, no Sul-Fluminense, e do cineasta Murilo Salles, na divisa dos municípios de Petrópolis e Paty de Alferes.

No dia 21 de junho, Paulo Melo voltava de um jogo de futebol, quando foi atacado por homens armados. Ele conseguiu fugir, correndo pela mata atrás da propriedade. No entanto, fraturou o pé e precisou passar por duas cirurgias. Um dos PMs que fazia sua segurança foi baleado no tiroteio. Os bandidos fugiram sem roubar nada.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia