Beltrame pede pena mais rígida para criminosos com armas de guerra

Ao lado de mais quatro criminosos, Fu e Claudinho da Mineira foram presos nesta terça-feira com um fuzil calibre ponto 50

Por paulo.gomes

Rio - O secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame, concedeu no final da manhã desta terça-feira uma entrevista coletiva para falar sobre a prisão de seis traficantes no Complexo do Chapadão, em Costa Barros. Ao lado da cúpula da Polícia Militar, no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) ele anunciou que irá ao Congresso Nacional sugerir mudanças no Estatuto do Desarmamento. Com os bandidos os policiais apreenderam um fuzil calibre ponto 50, que pode até derrubar um helicóptero.

"Precisamos de penas mais duras para quem faz uso ou mesmo possui armas de fogo de calibre restrito das forças armadas, como fuzis, granadas, dinamites e adaptadores", disse.

José Mariano Beltrame disse que vai pedir que os seis traficantes presos nesta terça-feira%2C no Complexo do Chapadão%2C sejam levados para um presídio federalFabio Gonçalves / Agência O Dia

Considerados dois dos traficantes mais perigosos do Rio, Ricardo Chaves de Castro Lima, o Fu da Mineira, e Cláudio José de Souza Fontarigo, o Claudinho da Mineira, foram presos num condomínio da Pavuna, na Zona Norte. Eles estavam ao lado de César Augusto Alta de Araújo, o PQD, Robson Aguiar de Oliveira, o Binho do Engenho, Eduardo Luís Paixão, o Duda 2D, e Rafael Silva Gomes, o Guerreiro do Chapadão. O chefe do Comando de Operações Especiais da PM, coronel René Alonso, também destacou o poder de destruição do fuzil apreendido.

"As analises prévias permitiram seis prisões com todos os criminosos vivos. O fuzil ponto 50 apreendido, mostra a agressividade e o poder bélico dos traficantes. É uma arma com poder destrutivo muito grande, uma arma extremamente restrita", afirma.

VEJA MAIS

Fu e Claudinho da Mineira devem ser transferidos para um presídio federal

Policiais do Bope prendem líderes do tráfico em Costa Barros

Playboy pede para chefes de facções rivais pararem de trocar tiros de longe

O secretario Beltrame afirmou que vai solicitar a transferência de todos os presos hoje para presídios federais. "Somando as penas deles, chegam a 120 anos de prisão. Sem contar os processos ainda em abertos contra os mesmos. É bom lembrar que os dois principais presos (Claudinho e Fu) já foram presos anteriormente e voltaram para a vida do crime. O Rio de Janeiro está perto de receber os Jogos Olímpicos. É tempo de agir", diz.

Coronel diz não haver indícios de que bando invadiria a Pedreira

Segundo o comandante do COE, não havia indícios de que a quadrilha de Fu e Claudinho invadiriam o Complexo da Pedreira. O conjunto de favelas era comandando pelo traficante Celso Pinheiro Pimenta, o Playboy, morto durante uma operação no último sábado.

Cinco fuzis%2C entre eles um calibre ponto 50%2C foram apreendidos com os traficantes presos no Complexo do ChapadãoFabio Gonçalves / Agência O Dia

"Os criminosos foram presos num condomínio nas proximidades da Estrada do Rio do Pau, na Pavuna. Recebemos a informação de que eles passariam a noite fora do Complexo do Chapadão para despistar a polícia", revela.

Também presente na entrevista coletiva, o coronel Lima Freire, chefe do Estado-Maior, acredita que a morte do Playboy, somada as prisões desta terça, vai diminuir a violência na região.

"Acredito que tenhamos uma realidade mais tranquila em relação ao roubo de carga de veículos e assaltos feitos naquela região", diz.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia