Relicário do Brasil

Por Pedro Araújo Penna, Escritor

Pedro Araújo Penna
Pedro Araújo Penna -

Santa Teresa de Lisieux, chamada carinhosamente de Santa Teresinha, é uma das santas mais populares do Brasil. São inúmeras as igrejas, colégios, praças, ruas e até cidades com seu nome em nosso país. Teresa nasceu em 2 de janeiro de 1873 em Alençon, França. Nona filha de um casal muito religioso, Louis Martin e Zélie Guérin, canonizados pelo Papa Francisco, é a caçula de cinco irmãs. Sua mãe tinha câncer de mama e não conseguia alimentar bem suas recém-nascidas, o que resultou na perda prematura de quatro crianças e quase na morte da pequena Teresa.

Desde cedo mostra-se inteligente, alegre, com temperamento forte, mas sensível. Aos quatro anos presencia o falecimento da mãe. Seu temperamento transforma-se e torna-se tímida e extremamente emotiva. A família transfere-se para Lisieux onde moravam seus tios. Aos 8 anos entra no colégio. Sua sensibilidade a faz sofrer intensamente e chega a cair doente, mas recupera-se pela intercessão de Nossa Senhora das Vitórias

Adolescente, revela ter recebido uma grande graça durante a comunhão na missa de uma noite de Natal, que a transformou por completo: "recuperei meu ânimo forte e alegre da infância, passei a caminhar com passos de gigante". Pouco tempo após, ao rezar diante da imagem do Cristo crucificado sente profundamente o sentido da misericórdia divina e decide sua vocação - ser missionária - não em um país estrangeiro, mas no silêncio de um convento.

Decide ingressar na Ordem das Carmelitas da Grande Santa Teresa, a espanhola Teresa de Ávila. Inicialmente não é aceita, pois tinha apenas 15 anos. Decide viajar a Roma e solicitar autorização do Papa. Consegue aprovação dos superiores e passa a se dedicar a uma vida simples de orações. Vitimada pela tuberculose, faleceu jovem, aos 24 anos, como mais uma desconhecida religiosa de uma cidade do interior da França.

Em obediência à ordens de suas superioras escrevera suas memórias, reunidas em um livro, 'A História de uma Alma' - onde relata o caminho espiritual que a santificou. Após a publicação dos manuscritos o mundo descobriria aquela que o santo Papa Pio X chamaria a "maior santa dos tempos modernos", Pio XI a tornaria padroeira das missões junto com São Francisco Xavier e o santo Papa João Paulo II a tornaria Doutora da Igreja.

A devoção à Santa Teresinha no Brasil vem de longa data. Pouco antes de sua beatificação, a bandeira do Brasil foi enviada para a capela do Carmelo de Lisieux em uma bela arca de madeira jacarandá onde foram esculpidos os brasões de Teresa e do Brasil.

Por ocasião de sua canonização, um grupo de brasileiros enviou recursos para Lisieux para ser confeccionada a magnífica arca de prata dourada destinada a abrigar as relíquias, os ossos da santa. Essa bela arca, conhecida como o 'Relicário do Brasil', pode ser apreciada por peregrinos no topo do altar dedicado à Santa Teresinha. Não é surpresa veneração dos brasileiros por essa santa.

Comentários

Últimas de Opinião