Ana Cecília Romeu: O país com nome de rio

Estamos ocultos do cenário do Mercosul e América Latina

Por O Dia

Vou desde pequena ao Uruguai, pois tenho família nesse país. Minha primeira lembrança é dos brasileiros como a "alegria da festa", o entusiasmo, a novidade, a tecnologia; hoje, pouco surpreendemos ou noticiam do Brasil aqui, somos um território à parte da América Latina, talvez apenas considerados pelas telenovelas e turismo nas nossas praias.

No hotel em Montevidéu, presenciamos nos dias 6 e 7 de fevereiro a “Conferencia de Paz y Diálogo por Venezuela. O encontro foi iniciativa dos governos do Uruguai, México e dos 14 países membros da Comunidade de Estados do Caribe (Caricom) e buscou encontrar entendimento sobre a situação que atravessa a Nação sulamericana. Na oportunidade, os países realizaram uma exposição de suas realidades e decisões conjuntas a respeito da Venezuela e, segundo palavras dos organizadores, teve verdadeiro êxito.

No entanto, a representatividade do Brasil foi pequena. Isso reflete como o Brasil está sendo considerado no Uruguai e América Latina, passamos de coadjuvante para figurante. E nessa figuração, estamos ocultos do cenário do Mercosul e América Latina; todavia Lula vive como uma figura internacional, com prestígio e considerado preso político. Nos muros, nas ruas e jornais se fala de Lula, isso é fato.

No Uruguai o salário mínimo é mais que R$ 1.500; quase não se vê pedintes nas ruas, os restaurantes e lojas não estão mais a ver navios. Ao conversar com a garçonete de um restaurante, ela nos disse que com seu salário consegue pagar o aluguel, passa o mês e estuda em Universidade pública gratuita e de qualidade. Nas ruas e estradas: muitas obras públicas e privadas. O nosso Real está desvalorizado, um país caro para nós tendo em vista também que muitos produtos e serviços no Uruguai são fixados em dólar. As prévias presidenciais deles ocorrerão neste ano e as eleições ano que vem. Existe maior preocupação com a sustentabilidade em relação a outros tempos, me chamou a atenção o aluguel de patinetes elétricos, e as entregas de encomendas com bicicleta via aplicativo.

Sinto o Brasil longe e em marcha à ré, ainda mais se compararmos com um país, pequeno, sim, mas próspero. A direita daqui fala em "mudança", e o governo de situação é de esquerda; mas pichado num muro do bairro Ciudad Vieja: "Somente a luta social gera mudança". No que concluo: "Brasil, mostra tua cara!"

Ana Cecília Romeu é publicitária e escritora

Comentários

Últimas de Opinião