Mais Lidas

Regina Malta: Firjan expande Ensino Médio da Firjan SESI com Curso Técnico da Firjan SENAI

O propósito é favorecer aos dependentes de industriários de baixa renda preferencialmente, uma proposta pedagógica integral fundada na interação entre educação e as dimensões do trabalho, da ciência, da tecnologia e da cultura

Por O Dia

Regina Malta - Assessora da Diretoria de Educação
Regina Malta - Assessora da Diretoria de Educação -
Rio - A Firjan SESI vem desenvolvendo há alguns anos experiências de Ensino Médio concomitante com Cursos Técnicos da Firjan SENAI. Essa proposta vem se aprofundando e consolidando, sempre estimulada pelas reflexões e avanços metodológicos de ambas as instituições, e este ano estará sendo expandida para várias escolas.

O propósito é favorecer aos dependentes de industriários de baixa renda preferencialmente, uma proposta pedagógica integral fundada na interação entre educação e as dimensões do trabalho, da ciência, da tecnologia e da cultura, que propicie a formação de jovens para a cidadania, o trabalho, a inovação e para a continuidade de estudos.

O programa pretende propiciar a formação geral e a preparação técnica e, portanto, oportunidades de inserção no mundo do trabalho, sem prejuízo da preparação para o acesso ao Ensino Superior. Mais importante que isso, entretanto, é o foco na formação humana, da qual a boa educação jamais poderá prescindir. Se pela natureza das nossas instituições temos a vocação tecnológica, importa ressaltar o esforço de uma formação ampla, de profissionais com visão humana e crítica, que possam contribuir para o avanço do país e da sociedade.

Muito se tem falado sobre o valor dessa concomitância entre a educação básica e profissional. A educação básica é fundamental para a formação geral e para a fundamentação científica, necessária ao desenvolvimento profissional. A educação profissional oferece um terreno fértil para a contextualização dos processos de construção do conhecimento, e contribui para um maior engajamento dos alunos.

Pesquisas apontam também que os jovens têm aumentando o interesse em desenvolver uma trajetória da educação profissional paralela ao Ensino Médio. Em estudo qualitativo que realizamos entre jovens da faixa etária recentemente, vários jovens manifestaram o desejo de desenvolver alguma atividade após a conclusão do Ensino Médio, enquanto concomitantemente avancem para o Ensino Superior. Isso não se manifesta somente entre jovens de menor renda, verifica-se também entre jovens de renda média, o desejo de autonomia é uma marca da juventude do nosso tempo.

Todas as tendências que vem sendo discutidas quanto ao desenvolvimento da indústria apontam também para a ampliação da formação de nível técnico, de forma que a instituição não poderia se furtar a responder a essa necessidade, e oferecer sua contribuição para o aumento da oferta de educação integral de Ensino Médio com Curso Técnico, atendendo inclusive ao espírito do Plano Nacional de Educação.

Caberia por fim destacar alguns aspectos da proposta, que ganha coerência na medida em que as instituições convergem hoje em suas propostas pedagógicas, no sentido da utilização de metodologias ativas e da pedagogia de projetos. O Ensino Médio ocupa um turno do currículo, com a manutenção de todos os componentes curriculares, mas contando com estratégias de integração nas e entre as áreas de conhecimento (desenvolvimento de jornadas de aprendizagem, práticas maker, entre outras).

No outro turno, ocupado pela educação profissional, uma novidade importante é que, no primeiro semestre, os alunos terão cursos de iniciação sobre temáticas atuais, que favorecerão também a escolha do curso técnico de sua preferência dentre os oferecidos na escola. Durante o curso técnico, os alunos trabalharão com metodologia de desafios e desenvolvimento de projetos com base em problemas reais, ou temas propostos. Completando a proposta, cabe destacar ainda que, no terceiro ano, o programa contempla o contra turno focado no ENEM visando favorecer também a opção de acesso ao Ensino Superior.

A Firjan SENAI SESI se coloca, assim, o desafio de uma proposta inovadora, que busca investir na formação de jovens com perspectiva de futuro, com uma educação de qualidade, voltada para o desenvolvimento humano e tecnológico. 
Regina Malta é gerente geral de Educação da Firjan SENAI SESI
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários