Bia Carneiro: Aprenda a viver sem estresse com a Ayurveda

A Ayurveda também recomenda uma rotina diária. A adoção de uma rotina dá ao sistema nervoso vários pontos de referência reconfortantes e tranquilizadores ao longo do dia

Por Bia Carneiro*

Bia Carneiro
Bia Carneiro -
O estresse está muito presente na vida de grande parte das pessoas, especialmente nesse momento de vida de pandemia e quarentena. Todo esse contexto pode gerar medo e ansiedade.

Um pouco de estresse pode ser produtivo, mas o excesso pode ser prejudicial e comprometer nossa saúde física, mental e emocional.

O primeiro passo para aprendermos a lidar com o estresse é entender o que ele é.

O estresse acontece em resposta do nosso organismo a um perigo percebido - seja um desastre natural, uma guerra, uma perda emocional devastadora, contas para pagar ou simplesmente um encontro com o seu chefe.

Diante de uma ameaça percebida, o sistema nervoso inunda o corpo com hormônios do estresse e inicia uma complexa cascata de eventos conhecida como "resposta de luta ou fuga".

Esses hormônios realocam os recursos do corpo que passa a disponibilizar mais energia ao cérebro e a grandes grupos musculares para acelerar a velocidade e os tempos de resposta, mas diminui simultaneamente a capacidade digestiva e sufoca a resposta imune.

Essas mudanças fisiológicas têm o objetivo de nos ajudar a navegar (e, esperamos, sobreviver) à crise em questão. Mas o estresse crônico coloca nossos corpos em uma situação muito difícil. Quando nossa fisiologia está, constantemente, à mercê de uma enxurrada interminável de estressores, tem muito pouca chance de se recuperar e redefinir o seu equilíbrio.

Um dos princípios fundamentais da Ayurveda é que semelhante aumenta semelhante e o oposto se equilibra. A Ayurveda trabalha com 20 gunas (qualidades) principais - organizadas em dez pares de opostos - para explicar o funcionamento da natureza e para entender as doenças e desequilíbrios. Identificar as qualidades envolvidas em um determinado desequilíbrio ou doença ajuda a direcionar um tratamento apropriado dos opostos.

Então, como paramos o ciclo?

O estresse é intensamente ativador. Ele energiza, mobiliza e acelera. Por essa razão, o antídoto para o excesso de estresse é oferecer ao nosso sistema corpo-mente uma abundância de todo o grupo de qualidades nutritivas e construtivas - através de dietas, estilo de vida, práticas e relacionamentos.

Então, reduza o ritmo, através do autocuidado dedicado e intencional, dedicando algum tempo todos os dias para ficar quieto, silencioso. O autocuidado é uma grande oportunidade de praticar o amor próprio e reduzir o estresse.

A Ayurveda também recomenda uma rotina diária. A adoção de uma rotina dá ao sistema nervoso vários pontos de referência reconfortantes e tranquilizadores ao longo do dia. Exercícios de respiração (pranayamas), yoga e meditação são meios eficazes de interromper esse ciclo, redefinir o sistema nervoso e cultivar uma resposta fisiológica mais saudável ao estresse.

Na dieta, minimize alimentos processados, estimulantes e açúcares refinados (que muitas vezes alcançamos quando o tempo é curto e nosso corpo anseia por alimento). Mas tenha em mente um fator muito importante: seu processo de abraçar a mudança também deve ser nutritivo e estabilizador - delicioso, até. Vá devagar.

*Bia Carneiro é fundadora do Mama Amma e organizadora do Mulheres que Inspiram

Comentários