Clóvis Monteiro - Reprodução/ Redes Sociais
Clóvis MonteiroReprodução/ Redes Sociais
Por Clóvis Monteiro*
Quando em 1935, o italiano Guglielmo Marconi veio ao Brasil pra inaugurar a Rádio Tupi do Rio de Janeiro, iniciava uma história de sucesso. Ao longo de sua história a Tupi sempre se posicionou ao lado da população, sem receio de ser popular e sem se equivocar de que lado tinha obrigação de levantar sua voz. A Super Rádio Tupi, através de seus comunicadores, historicamente defendeu causas populares, prestou serviço e usou seu poder de comunicação pra buscar soluções para os anseios da população.

No cenário da mídia carioca, quando os grupos de comunicação que tem emissoras de rádio se posicionaram escolhendo segmento de público alvo, coube a Tupi - que durante décadas ocupava no dial o AM 1280 e hoje lidera no FM 96,5 - confirmar sua vocação de rádio popular, investindo em conteúdo de jornalismo, esporte e entretenimento.

A direção da Tupi, composta pelo Presidente Josemar Gimenez, o Vice Presidente Tuffy Habib e o Diretor de programação Marcus Di Giácomo e a Chefe de Jornalismo Márcia Pinho, investiram numa super equipe de nomes consagrados e novos talentos. Profissionais que estavam na Rádio Globo, como José Carlos Araújo, Gilson Ricardo, Gérson – O “Canhota de Ouro” – Evaldo José, Dé o “Aranha”, Alexandre Ferreira, Antonio Carlos, Juçara Carioca, Karla de Lucas, Ricardo Campelo, Roberto Canásio se juntaram aos comunicadores, repórteres e jornalistas que já estavam na Tupi desde a inauguração da nova e futurista sede em São Cristóvão. A programação consagrada, desde os tempos da emissora, na Rua do Livramento, no bairro da Saúde, na área portuária da cidade, com Mário Belisário, Clóvis Monteiro, Francisco Barbosa, Garcia Duarte, Pedro Augusto, Heleno Rotay, Washington Rodrigues, Cristiano Santos, Luiz Ribeiro, Wagner Menezes, Renata Henriques e Cyro Neves, recebeu o reforço de comunicadores como Cidinha Campos (de volta à Tupi), Viviane Romanelli, Valéria Marques, Paulo César Caju e Isabele Benito (do SBT).

Novos talentos são observados e valorizados ganhando espaço na programação. Jovens jornalistas, operadores de áudio, redatores, produtores e locutores, profissionais da web fazem da programação da Rádio Tupi um sucesso também nas mídias sociais. Assim no canal do Youtube da emissora, no Facebook, Instagram, Twitter, Spotify e, principalmente, no site oficial (www.tupi.fm), a Tupi com nova marca, novos conteúdos e a tradição, de compromisso com a sociedade, consolida sua imagem e sua liderança.

Apesar de ser uma emissora muito tradicional (está completando 85 anos), a Tupi se renovou a tal ponto que lidera a busca de internautas quando se ouve rádio pela Internet. Segundo o site - www.radios.com.br, a Tupi é a emissora mais acessada do estado do Rio de Janeiro e seguidamente a rádio com mais números de acesso no país.

Líder de audiência no futebol, a Super Rádio Tupi tem no seu elenco o fenômeno do rádio esportivo José Carlos Araújo - o Garotinho, o comentarista de 12 Copas do Mundo, Washington Rodrigues – o Apolinho – Gérson, o Canhota de Ouro da Copa de 70 (Tri Campeão no México) , Wagner Menezes, Rubem Leão, Dé o Aranha, Paulo Cezar Lima – o Paulo Cézar Caju - Gilson Ricardo, Ricardo Moreira, Geraldo Sena, Sérgio Guimarães, Wellington Campos, Beto Júnior, Odilon Júnior e Bruno Cantarelli. Bárbara Mello, Bruno Almeida, Jaeci Carvalho, Marcos Antonio Coelho, Mylena Varanda, Nilberto Maurell, Raphael Saladich, Marcus Vinicius, Thiago Veras, Vinicius Gama, Vitor Rocha.

Na equipe de gestores da maior rádio do Brasil, destaque para o Diretor Financeiro Cleisson Nunes, a coordenadora de RH Cristiane Veiga, o Controller Carlos Soares, o Coordenador Técnico Márcio Barros, o Coordenador de Infraestrutura Washington Basílio, o Coordenador de Operações Comerciais Luiz Carlos Nunes, a Coordenadora de Promoção e Eventos Tatiana Monteiro, o Coordenador de Esportes Odilon Júnior e o Supervisor de Operadores Maciel Amaral.

Vencedora do Prêmio Colunistas como veículo Eletrônico, a Super Rádio Tupi tem na verdade o maior e mais importante de todas as premiações: a confiança da população do Rio de Janeiro, comprovada nas pesquisas de audiência – a liderança, prestígio e popularidade que lhe renderam um slogan que surgiu espontaneamente pela voz dos próprios ouvintes – “Segue a líder!”
*Clóvis Monteiro é comunicador na Super Rádio Tupi