Paes volta a ser internado para retirada de cálculo renal

Procedimento é para dar continuidade ao tratamento que o prefeito vinha fazendo por sofrer recorrentes crises renais

Por clarissa.sardenberg

Rio - O prefeito Eduardo Paes será internado novamente neste sábado no Hospital Samaritano, em Botafogo, na Zona Sul, para retirada de cálculo renal após o fim dos compromissos com a inauguração do BRT Transolímpica. De acordo com a assessoria de Paes, o procedimento é para dar continuidade ao tratamento que o prefeito vinha fazendo por sofrer recorrentes crises renais. A última internação do prefeito foi no último dia 27 de junho, no mesmo local.

Eduardo Paes continua tratamento por conta de crises renaisTânia Rêgo / Agencia Brasil

Na manhã deste sábado, Paes participou da inauguração do BRT Transolímpica, que vai ligar o Recreio até Deodoro, passando por 11 bairros do Rio. Na cerimônia, ele disse ter "muito orgulho" de ter entregue todos os compromissos e do legado que ficará para a cidade. Segundo Paes, a Transolímpica será a última grande obra entregue antes das Olimpíadas.

BRT Transolímpica

Apesar da entrega da obra e dos moradores poderem viajar pelo corredor gratuitamente neste final de semana, a Transolímpica só começará a funcionar oficialmente no dia 18 de julho. E, ainda assim, apenas para a chamada família olímpica, ou seja, pessoas que vão trabalhar nos Jogos, delegações e imprensa credenciada. 

A partir do dia 1º de agosto, será possível para qualquer pessoa embarcar no BRT, desde que tenha adquirido um cartão especial de embarque chamado RioCard Jogos Rio 2016 . Os cartões custam R$ 25 para um dia, R$ 70 para três dias consecutivos e R$ 160 para sete dias consecutivos.

O embarque com o bilhete único e com o RioCard regular só será permitido após os Jogos Olímpicos. Com a conclusão da Transolímpica, o Rio de Janeiro conta com 120 quilômetros de malha de BRT, incluindo aí as outras duas vias que já funcionam, a Transoeste e a Transcarioca. No ano que vem, está prevista a conclusão da última via, o BRT Transbrasil.

“Ele tem uma importância olímpica, mas, na verdade, a olimpíada serviu como argumento para fazer uma transformação como essa, conectando a zona oeste ao resto da cidade. É uma mudança impactante para a vida das pessoas depois da olimpíada, que é o mais importante, que é o legado para a cidade”, disse o prefeito do Rio, Eduardo Paes.


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia