Segurança é preso por estuprar meninas de 12 anos em estação da SuperVia

O homem teria abordado as vítimas e cometido o crime na estação Bangu, no ramal Santa Cruz. Ele trabalhava em uma empresa terceirizada que presta serviço para a SuperVia, que exigiu seu afastamento imediado

Por O Dia

Rio - Policiais da delegacia de Bangu (34ª DP) prenderam, nesta segunda-feira, um homem suspeito de estuprar duas meninas de 12 anos na estação de trem do bairro da Zona Oeste da cidade, no ramal de Santa Cruz da SuperVia. O homem trabalhava como segurança de uma empresa terceirizada que presta serviço para a concessionária de trens. Segundo a Polícia Civil, ele assediou as duas menores na estação e cometeu o crime no local, na última quinta.

Contra o suspeito havia um mandado de prisão temporária em aberto pelo crime de estupro de vulnerável. Ele foi encaminhado para a carceragem de Benfica, na Zona Norte, onde encontra-se à disposição da Justiça. O homem vai responder pelo crime de manter relação sexual com menor de 14 anos, podendo ser condenado a 14 anos de prisão, conforme artigo 217-A do Código Penal.

No último sábado, o suspeito já havia sido preso por policiais do batalhão do bairro (14º BPM). Ele chegou à ser levado à 34ª DP, mas foi solto logo em seguida.

Procurada pelo DIA, a SuperVia informou que exigiu o afastamento imediato do funcionário, contratado por uma empresa terceirizada de segurança. "A concessionária está apurando internamente o ocorrido e se coloca à disposição para auxiliar nas investigações policiais", informou em nota.

Últimas de Rio de Janeiro