Justiça condena ativistas envolvidos em protestos em 2013 e 2014

No entanto, como o juiz não decretou prisão preventiva dos condenados, eles poderão recorrer em liberdade até que um eventual recurso seja julgado

Por O Dia

Muitos conflitos foram vistos em manifestações contra a Copa de 2014
Muitos conflitos foram vistos em manifestações contra a Copa de 2014 -

Rio - A Justiça do Rio condenou, nesta terça-feira, 23 ativistas ligados a atos violentos nos protestos de 2013 e 2014 contra a realização da Copa do Mundo. A sentença foi dada pelo juiz Flávio Itabaiana, da 27ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça (TJ), e a pena da maioria dos presos é de 7 anos de prisão, em regime fechado. Os réus respondem pelos crimes de associação criminosa e corrupção de menores. No entanto, como o juiz não decretou prisão preventiva dos condenados, eles poderão recorrer em liberdade até que um eventual recurso seja julgado.

Segundo o advogado de quatro réus, Ítalo Pires Aguiar, ele entrará com um recurso. 'É uma sentença muito volumosa, porém genérica, que não leva em consideração todas as provas", disse.  Já o advogado João Tancredo, que defende dois dos condenados, considerou que a decisão já era esperada, pelo perfil do juiz ao longo do processo. De acordo com ele, a história demonstrou que os manifestantes estavam certos ao denunciarem os excessos e a corrupção nas obras da Copa, posteriormente comprovados pela Lava Jato. Tancredo também disse que vai recorrer da decisão.

Foram condenados: Elisa de Quadros Pinto Sanzi, Luiz Carlos Rendeiro Júnior, Gabriel da Silva Marinho, Karlayne Moraes da Silva Pinheiro, Eloísa Samy Santiago, Igor Mendes da Silva, Camila Aparecida Jourdan, Igor Pereira D´Icarahy, Drean Moraes de Moura Corrêa, Shirlene Feitoza da Fonseca, Leonardo Fortini Baroni Pereira, Emerson Raphael Oliveira da Fonseca, Rafael Rêgo Barros Caruso, Filipe Proença de Carvalho Moraes, Pedro Guilherme Mascarenhas Freire, Felipe Frieb de Carvalho, Pedro Brandão Maia, Bruno de Souza Vieira Machado, Andre de Castro Sanchez Basseres, Joseane Maria Araújo de Freitas, Rebeca Martins de Souza, Fabio Raposo Barbosa e Caio Silva de Souza. 

*Com informações da Agência Brasil

Últimas de Rio de Janeiro