Suspeito morre em ação do Exército no Salgueiro

Um inquérito foi instaurado para apurar as circunstâncias do caso

Por O Dia

Militares na comunidade do Salgueiro, em São Gonçalo
Militares na comunidade do Salgueiro, em São Gonçalo -

Rio - Um homem morreu, na manhã desta quarta-feira, durante patrulhamento de militares do Exército na comunidade do Salgueiro, em São Gonçalo. Segundo o Comando Militar do Leste (CML), os soldados foram atacados por um grupo de criminosos, e um dos suspeitos acabou sendo atingido. 

O suspeito foi encaminhado para um hospital, mas não resistiu. O nome da unidade de saúde para qual a vítima foi levada não foi divulgado. 

Ainda de acordo com o CML, um inquérito foi instaurado para apurar as circunstâncias do caso. Nesta segunda-feira, um pescador foi baleado pelos militares na favela. O homem, de 23 anos, foi atingido por três tiros, o filho de 2 anos e a esposa do pescador sofreram escoriações pelos estilhaços. 

O pescador relatou dirigia um carro, modelo Fiorino, em que carregava mercadorias de trabalho, auxiliado pela esposa, que estava com o filho do casal. Os homens das Forças Armadas, segundo a vítima, surgiram no caminho e sem qualquer abordagem fizeram mais de 30 disparos, apesar do rapaz gritar alegando ser morador da comunidade.

O caso foi registrado na 72ª DP (Mutuá). Em nota, o Comando Conjunto disse que recebeu a informação da imprensa, nesta tarde, e vai investigar o registro de ocorrência envolvendo militares que, no momento, realizam operação na área do Complexo do Salgueiro e Jardim Catarina, iniciada na noite de 15 de julho.

"A narrativa da ocorrência atribui a procedimentos de militares do Comando Conjunto a causa de ferimentos infligidos a cidadão que transitava pela área abrangida pela operação. Seguindo procedimento constante das diretrizes do Interventor Federal, foi determinada a instauração imediata de Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar e esclarecer as circunstâncias relatadas no registro da ocorrência", diz o texto.

Militar baleado na Cidade de Deus   

Na madrugada desta quarta-feira, um militar do Exército foi baleado de raspão no antebraço na Cidade de Deus, em Jacarepaguá, na Zona Oeste da cidade. O agente foi socorrido no Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra, e depois levado ao Hospital Central do Exército (HCE), em Benfica, na Zona Norte. De acordo com o CML, seu estado de saúde é estável e ele não corre qualquer tipo de risco.

O CML também informou que os criminosos atiraram na direção dos militares que estavam em patrulhamento pela comunidade. No confronto, o soldado acabou ferido.

Os militares realizaram um vasculhamento na região, mas os criminosos conseguiram fugir e ninguém foi preso. As patrulhas prosseguem regularmente na área. 

Últimas de Rio de Janeiro