Disque Denúncia oferece R$ 5 mil por informações de assassinos de oficial da PM

O capitão Diogo Lins Canito foi morto por bandidos na porta da casa de um amigo em Marechal Hermes, onde chegava para almoçar, na tarde deste domingo. Ele chegou a ser socorrido no Hospital Carlos Chagas, mas não resistiu

Por O Dia

Cartaz pede informações sobre assassinos de oficial da PM em Marechal Hermes
Cartaz pede informações sobre assassinos de oficial da PM em Marechal Hermes -

Rio - O Disque Denúncia oferece R$ 5 mil por informações que levem à prisão dos assassinos do capitão da PM Diogo Lins Canito, morto por bandidos quando chegava para almoçar na casa de um amigo em Marechal Hermes, na Zona Norte, na tarde deste domingo. O Portal dos Procurados divulgou hoje um cartaz com o título "Quem Matou?" para ajudar o Grupo de Ação Conjunta (GAC) — integração entre a Delegacia de Homicídios da Capital e a Polícia Militar do Rio de Janeiro (PMERJ) — a achar os responsáveis pelo crime.

Lotado no 39º BPM (Belford Roxo), o oficial da PM foi assassinado quando chegava para um almoço na casa de um amigo na Rua Vidal Ramos. Segundo as investigações, o capitão Diogo foi baleado por quatro bandidos que chegaram em um carro quando ele cumprimentava o colega na porta do imóvel. Os criminosos o teriam reconhecido ao anunciarem o assalto.

Baleado no tórax, abdômen, braço esquerdo e pescoço, Canito chegou a ser socorrido no Hospital Carlos Chagas, no mesmo bairro, mas não resistiu aos graves ferimentos. Os criminosos não roubaram o seu carro, mas levaram seus pertences e de sua esposa, e também a arma do policial. Ele era casado e deixa quatro filhos. Ainda não há informações sobre o seu enterro. O oficial foi o 63º PM assassinado este ano no Estado do Rio.

Últimas de Rio de Janeiro