Vídeo: motorista de aplicativo correu atrás de ladrão antes de ser morto na Tijuca

Segundo informações da polícia, ele perseguiu ladrão para proteger uma vítima de assalto. Rodrigo Pezzi Loureiro, de 30 anos, era lutador de jiu-jitsu, tinha uma filha pequena e a mulher estava grávida

Por O Dia

Rodrigo Pezzi Loureiro foi morto com um tiro na nuca ao tentar impedir assalto
Rodrigo Pezzi Loureiro foi morto com um tiro na nuca ao tentar impedir assalto -
Rio - O motorista de aplicativo morto com um tiro na nuca por um assaltante nesta quarta-feira na Rua Afonso Pena, na Tijuca, Zona Norte do Rio, correu atrás do criminoso e entrou em luta corporal antes de ser baleado. Segundo informações da polícia, Rodrigo Pezzi Loureiro, de 30 anos, teria perseguido o ladrão para proteger uma vítima de roubo. 
O caso ocorreu por volta das 9h, próximo da esquina da Rua Mariz e Barros. Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou a ir para o local, mas a vítima não resistiu e morreu. A mulher de Rodrigo, grávida, se desesperou na cena do crime. Ele era lutador de jiu-jitsu, tinha uma filha pequena e, segundo um amigo, sonhava ser policial.
Policiais do 6º BPM (Tijuca) foram chamados e isolaram a cena do crime. Testemunhas foram ouvidas para tentar esclarecer a dinâmica do crime. A Polícia Civil foi acionada para realizar a perícia e a Delegacia de Homicídios (DH-Capital) assumirá as investigações. 
"Luto, um amigo vítima dessa barbaridade de crimes. Rodrigo Pezzi Loureiro, vai com Deus e conforte seus entes queridos, muito triste", disse uma conhecida. "Difícil de acreditar!", desabafou outra.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários