Polícia fecha depósito irregular de botijão de gás

Local era administrado por um dos líderes do tráfico da região

Por O Dia

Depósito estava cheio de bujões
Depósito estava cheio de bujões -
Rio - Uma operação conjunta entre policiais do 7º BPM (São Gonçalo) e da 74ª DP (Alcântara) resultou no fechamento de um depósito irregular de botijões de gás, no bairro Coelho, em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio. O local era administrado pelo líder do tráfico da região, conhecido como Grisalho.
De acordo com a PM, o depósito fica localizado na Rua Eduardo Prada, próximo ao Complexo da Alma e foi encontrado após um trabalho de investigação na área. Ainda segundo a corporação, Grisalho é um dos chefes da facção TCP, no município de São Gonçalo.

Carlos Eduardo Barros de Oliveira, o Grisalho, assumiu o controle da venda de drogas de todo o Complexo do Anaia - após a morte de Rafael de Arnoud, o Playboy. Segundo o portal Procurados, ele estaria diretamente ligado à execução do traficante, após denunciar um roubo de cargas feito pelo criminoso sem autorização da chefia da facção.

Galeria de Fotos

Local foi encontrados após um trabalho de investigação de policiais civis e militares Reprodução / Internet
Local foi encontrados após um trabalho de investigação de policiais civis e militares Reprodução / Internet
Ainda segundo o Portal dos Procurados criminoso passou a controlar as localidades de Água, no Vila Três, e do Jardim Miriambi, passou também a administrar as atividades criminosas da Cafuca, Monte Formoso, Meia Noite, Buraco Quente, Parada São Jorge, Barracão, Santa Izabel, Anaia e Bichinho.
Grisalho é procurado por Homicídios Simples e o Disque Denúncia oferece R$1 mil por informações que levam à captura do criminoso.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários