Assaltante que atuava em Jacarepaguá, Recreio e Barra é preso em casa

Leandro de Souza Santos foi detido na Cidade de Deus, Zona Oeste do Rio. A ação durou cerca de 20 minutos e ninguém ficou ferido

Por O Dia

Butuca tinha dez mandados de prisão pendentes pelos crimes de homicídio, tráfico de drogas, associação ao tráfico de drogas e roubos a estabelecimentos comerciais
Butuca tinha dez mandados de prisão pendentes pelos crimes de homicídio, tráfico de drogas, associação ao tráfico de drogas e roubos a estabelecimentos comerciais -
Rio - A Polícia Civil prendeu na manhã de terça-feira um assaltante conhecido como Butuca, autor de inúmeros roubos na região de Jacarepaguá, Barra e Recreio dos Bandeirantes. Leandro de Souza Santos foi preso em casa na Cidade de Deus, Zona Oeste do Rio. A ação durou cerca de 20 minutos e ninguém ficou ferido.

Butuca acumulava dez mandados de prisão pendentes pelos crimes de homicídio, tráfico de drogas, associação ao tráfico de drogas e roubos a estabelecimentos comerciais.
A 41ª DP apreendeu em poder de Butuca três relógios e um telefone celular. O relógio pertencia ao gerente de um estabelecimento comercial que ele roubou em Jacarepaguá e o telefone celular é produto de roubo ocorrido na Barra da Tijuca no dia 14 de agosto.


Entre abril e julho de 2019, Butuca foi reconhecido como autor de roubos ocorridos em cinco estabelecimentos comerciais em Jacarepaguá. Ele atuou com comparsas utilizando arma de fogo, abordando as vítimas sempre com extrema violência, segundo a polícia.
A delegada titular da 41ª DP (Tanque), Carolina Salomão Albuquerque, conseguiu a prisão preventiva do acusado junto ao Judiciário.

Butuca já foi reconhecido em outros roubos ocorridos na região da Barra da Tijuca. E segundo a Polícia, é um dos ladrões mais atuantes na região de Jacarepaguá, Barra e Recreio dos Bandeirantes nos últimos meses.

Na operação de ontem também foi capturado e preso em flagrante Hugo Souza da Conceição por associação ao tráfico e porte ilegal de arma de fogo, pois este portava artefato explosivo, capa de colete balístico e 5 rádios comunicadores portáteis, atuando como colaborador do tráfico de drogas. Ao ser abordado pelos policiais civis, Hugo tentou fugir.
A operação contou com a atuação de policiais civis da 41ª DP (Tanque), 32ª DP (Taquara) , Core e Subsectretaria de Inteligência da Polícia Civil.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários