Operação mira preso que pratica falso sequestro de dentro da cadeia

Chefe da quadrilha, Jean Luck Mendes dos Santos ligava de dentro da prisão para as vítimas

Por O Dia

Preso da Penitenciária Milton Dias Moreira foi um dos principais alvos da ação
Preso da Penitenciária Milton Dias Moreira foi um dos principais alvos da ação -
Rio - Policiais da 32ª DP (Taquara) fazem, nesta quinta-feira, uma operação contra uma quadrilha especializada em falso sequestro. Um dos alvos da Operação Por um Fio, como foi batizada, Jean Luck Mendes dos Santos, considerado o chefe do bando, praticava o crime de dentro de Penitenciária Milton Dias Moreira, em Japeri, na Baixada Fluminense. 
Além de Jean Luck, também há mandados de busca e apreensão contra outras três pessoas, dentre elas Vânia da Silva, mulher dele, e Andressa Nascimento da Silva. Um dos mandados foi contra o chefe do banco, que foi cumprido em sua cela na cadeia. Jean Luck cumpre pena de 69 anos pelos crimes de estupro e roubo majorado (quando ha violência).
Na casa de Vânia, os policias apreenderam anotações de depósitos bancários para o marido. Na residência de Andressa, na Chatuba, em Mesquita, também na Baixada, um homem foi preso em flagrante por tráfico e associação para o tráfico de drogas.
ATUAÇÃO
De acordo com a Polícia Civil, a quadrilha praticava os falsos sequestros com ligações que eram feitas de dentro da cadeia. O bando escolhia telefones fixos de idosos de bairros nobres do Rio para ligar dizendo que estava com parentes. Eles pediam dinheiro para soltar a suposta vítima.
Quando conseguiam convencer as pessoas, um integrante da quadrilha ia de moto até um ponto de encontro para pegar o dinheiro, bem como bens e jóias das vítimas. Após o recebimento da extorsão, os valores eram depositados em contas dos criminosos.
As investigações começaram no início de abril, após uma vítima procurar a 32ª DP informando ter sido extorquida pela quadrilha. Na ocasião, eles conseguiram extorquir mais de R$ 100 mil reais em dinheiro, jóias e outros pertences da pessoa.

Comentários