Homem se fere com facas em Copacabana após tentar incendiar ônibus

Edvaldo Ribeiro de Farias, 38 anos, foi autuado em flagrante pelos crimes de dano qualificado e incêndio qualificado. O preso já tinha passagens pela polícia por duas tentativas de homicídio e por ameaça. Ele está internado no Hospital Miguel Couto

Por Beatriz Perez

Homem tentou incendiar ônibus e se esfaqueou em Copacabana
Homem tentou incendiar ônibus e se esfaqueou em Copacabana -
Rio - Um homem se feriu com duas facas depois de tentar incendiar um ônibus a cerca de 30 metros de distância da 12ª DP (Copacabana) no início da tarde desta quinta-feira. Os bombeiros foram acionados para a esquina das ruas Barata Ribeiro com Hilário de Gouvêia às 12h49. Segundo a Polícia Civil, Edvaldo Ribeiro de Farias, de 38 anos, tentou atear fogo ao coletivo em que estava da linha Troncal 3 (Central x Leblon).
Segundo informações da 12ª DP (Copacabana), ele foi autuado em flagrante pelos crimes de dano qualificado e incêndio qualificado. O preso já tinha passagens pela polícia por duas tentativas de homicídio e por ameaça. Edvaldo foi encaminhado para o Hospital Miguel Couto onde encontra-se internado sob observação.
Depois que tentou atear fogo ao ônibus, ele se feriu com duas facas: uma na altura no diafragma e outra abaixo da costela direita.

Galeria de Fotos

Homem tentou incendiar ônibus e se esfaqueou em Copacabana Estefan Radovicz / Agência O DIA
Homem tentou incendiar ônibus e se esfaqueou em Copacabana Estefan Radovicz / Agência O DIA
Homem tentou incendiar ônibus e se esfaqueou em Copacabana Estefan Radovicz / Agência O DIA
Ônibus da linha Troncal 3 sofreu tentativa de incêndio em Copacabana WhatsApp O DIA (21 98762-8248)
Homem se feriu a facas na esquina da Rua Barata Ribeiro com a Rua Hilário Gouvêia, em Copacabana WhatsApp O DIA (21 98762-8248)
A Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar informou que policiais militares do 19ºBPM (Copacabana) foram acionados para verificar a ocorrência. No local, foi encontrado o homem ferido e o coletivo parado na via estava com bancos parcialmente incendiados.
O técnico em telefonia Fernando Ezidio estava passando pela região, quando uma fumaça na Rua Barata Ribeiro chamou sua atenção. "Me aproximei para ver o que era. Quando cheguei, o ônibus estava parado e o pessoal dizendo que houve uma tentativa de incêndio. Depois que o rapaz não conseguiu botar fogo no ônibus, ele se feriu com duas facas a cerca de cinco metros da frente do veículo", conta.
Confira vídeo:

Ocorrência dois dias após sequestro na Ponte
A tentativa de incêndio aconteceu dois dias depois de um jovem de 20 anos sequestrar um ônibus da linha 2520 (Alcântara-Estácio) e manter 39 reféns na Ponte Rio-Niterói. Willian Augusto da Silva  acabou morto por um atirador de elite do Bope após três horas e meia de sequestro. 
Os militares da Unidade de Intervenção Tática foram os responsáveis pelo trabalho do Bope durante o sequestro. O grupo é composto por negociadores, atiradores de precisão (snipers) e pelo grupo de retomada e resgate. 
 

Comentários