Polícia estoura fábrica de linha chilena na Baixada Fluminense

Agentes chegaram ao local por meio de informações recebidas pelo Disque-Denúncia

Por O Dia

Apreensão foi feita por meio de informações recebidas pelo Disque-Denúncia
Apreensão foi feita por meio de informações recebidas pelo Disque-Denúncia -
Rio - Policiais da Delegacia do Consumidor (Decon) encontraram, nesta segunda-feira, uma fábrica clandestina de linha chilena, na Travessa Rufino, em Mesquita, na Baixada Fluminense.
De acordo com o delegado titular da Decon, Mário Jorge Ribeiro, no momento da operação, a proprietária da fábrica estava no local e foi presa por crime contra as relações de consumo. Ainda segundo o delegado, os agentes chegaram ao local por meio de informações recebidas pelo Disque-Denúncia.
Na ação, foram apreendidos uma máquina artesanal de passagem de linha chilena e outra de enrolar a linha, sete galões – cinco de 25 quilos e dois de 24 quilos – com produtos químicos para fabricação do material, 50 carretéis de linha chilena e 36 vidros de cerol.


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Apreensão foi feita por meio de informações recebidas pelo Disque-Denúncia Divulgação
Apreensão foi feita por meio de informações recebidas pelo Disque-Denúncia Divulgação
Apreensão foi feita por meio de informações recebidas pelo Disque-Denúncia Divulgação
Apreensão foi feita por meio de informações recebidas pelo Disque-Denúncia Divulgação

Comentários