Filas e falta de informação em postos de vacinação de São Gonçalo
Filas e falta de informação em postos de vacinação de São GonçaloReprodução RJTV 1
Por O Dia
Quem procurou os postos de vacinação de São Gonçalo para a aplicação da segunda dose de Coronavac acabou voltando para casa sem completar o ciclo de imunização. Muitas pessoas reclamaram da falta de informação.
No Polo Sanitário Helio Cruz houve tumulto pelo segundo dia consecutivo. Muita gente chegou na fila durante a madrugada, por volta de 3h, para tentar garantir a imunização. Mas, às 7h30 os agentes de saúde comunicaram que a cidade de São Gonçalo não vai dar a segunda dose da Coronavac até a chegada de um novo lote.
Publicidade
"Isso é uma falta de respeito. Falaram que ia ter a vacina da Coronavac hoje, mas não foi isso que vimos quando chegamos na unidade", reclamou um idoso.
"A fila estava enorme e ninguém sabia dizer se ia ter a vacina para a segunda dose ou não", relatou um morador em uma página na rede social.
Publicidade
Procurados, a Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil de São Gonçalo afirmou que a vacinação com a Coronavac está suspensa. Nesta terça-feira (4), apenas está sendo feita com a vacinação com a Astrazeneca – tanto para primeira dose, quanto para a segunda dose. A vacinação com Coronavac está suspensa até que a secretaria receba nova remessa do imunizante. As doses que chegaram, no último fim de semana, foram aplicadas na segunda-feira (3) e acabaram antes do fim do expediente dos pontos de vacinação. Vale ressaltar que quem tomou a primeira dose de Coronavac deve aguardar o imunizante. A prefeitura informou que por enquanto, ainda não há previsão de reabastecimento.
A Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil de São Gonçalo pediu ainda que a população fique atenta ao site da Prefeitura e às redes sociais Facebook e Instagram oficiais para se manterem informados sobre a vacinação na cidade. Segundo a pasta, munícipes também podem se cadastrar na Defesa Civil da cidade para receberem SMS com as informações da vacinação, que também é divulgada através das sirenes do órgão em 25 bairros.