Em alguns estabelecimentos, foi encontrado um aumento até de 60,12% no óleo de soja e 35,80% no arroz - Divulgação
Em alguns estabelecimentos, foi encontrado um aumento até de 60,12% no óleo de soja e 35,80% no arrozDivulgação
Por O Dia
Nesta quarta-feira (14/10), agentes do Procon-RJ fiscalizaram quatro filiais dos Supermercados Guanabara localizadas nos municípios do Rio e São João de Meriti. A ação foi deflagrada para averiguar denúncias de consumidores e solicitação do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ). Os fiscais encontraram alimentos vencidos, mal armazenados, sem data de validade e especificação.
Segundo o portal de notícias do Procon-RJ, nos estabelecimentos fiscalizados, os fiscais determinaram o descarte imediato de alimentos com problemas estruturais, entre eles, falhas que possibilitam a entrada de insetos e roedores. Ao todo, 107,5kg de produtos foram eliminados. Os agentes encontraram também presença de moscas no local, sendo determinada a apresentação do certificado e reforço da dedetização.
Publicidade
Por solicitação do MPRJ, os agentes verificaram a existência de cartazes afixados com a informação a respeito do aleitamento materno. Nos quatro supermercados vistoriados, há cartazes com a devida mensagem nas prateleiras onde estão localizados os leites em pó direcionados à alimentação infantil.
De acordo com os agentes, não foi possível realizar comparativo de preços do arroz, óleo e leite, já que não foram apresentadas as notas fiscais de custo e venda. As empresas têm 15 dias para entregar documentos comprobatório à autarquia. A apresentação das notas fiscais irá possibilitar a investigação da cadeia produtiva.
Publicidade
Operação em Meriti
Alguns problemas estruturais foram encontrados no Guanabara da Av. Nossa Senhora das Graças, 222, Centro, entre eles, falhas que possibilitam a entrada de insetos e roedores. Presença de moscas no local, sendo determinado o reforço da dedetização e apresentação do certificado de dedetização e 8kg de linguiça de lombo suíno armazenado fora das especificações do fabricante, este foi descartado. As informações são do site do Procon-RJ.
Publicidade