Um crescimento modesto em 2017

Segundo a federação do setor, indústria automobilística teve alta de 1,33% em comparação com 2016

Por O Dia

Indústria Automobilística
Indústria Automobilística -

A indústria automobilística apresentou alta acumulada de apenas 1,33% no fechamento de 2017, na comparação com 2016. Segundo a Fenabrave, federação do setor, foram vendidas 3.216.761 unidades. Em dezembro, o crescimento foi mais significativo, com alta de 7,43% em comparação com novembro, totalizando 301.258 emplacamentos. Já com relação a dezembro de 2016, quando foram licenciadas 298.871 unidades, houve leve crescimento de 0,80%.

"Ao iniciar 2017, a projeção era negativa em mais de 20%. E, ao longo do ano, as ações econômicas acertadas geraram efeitos positivos. Quedas sucessivas dos juros e da inadimplência, o aumento da empregabilidade e um melhor acesso ao crédito resultaram na melhora nos índices de confiança e expectativa do consumidor e do empresário, fazendo com que aumentasse o consumo, revertendo, assim, o cenário negativo inicial", argumenta Alarico Assumpção Júnior, presidente da entidade.

Conforme os dados apresentados, os segmentos de automóveis e comerciais leves também apresentaram crescimento no acumulado do ano, com uma alta de 9,36% sobre o ano anterior. Ao todo, foram emplacados 2.172.235 veículos desses segmentos em 2017, contra 1.986.303 em 2016. Já no mês de dezembro, as 204.852 unidades licenciadas representaram crescimento de 3,85% para os segmentos, se comparados ao mês de novembro, com 197.254 unidades. Com relação a dezembro de 2016, os 198.973 veículos novos comercializados representaram avanço de 2,95 %.

USADOS MAIS VENDIDOS

As transações de veículos usados, ainda de acordo com a Fenabrave, considerando todos os segmentos automotivos (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros veículos), apresentaram crescimento de 6,36% em 2017, no comparativo com 2016. Ao todo, foram registradas 14.190.442 transferências em 2017, ante as 13.341.930 feitas no ano anterior. Na comparação entre dezembro e novembro de 2017, o crescimento foi de 15,18%. Quando comparado com dezembro de 2016, contudo, o resultado geral de transações de usados, no último mês do ano, apresentou retração de 3,02%.

Considerando apenas o segmento de automóveis e comerciais leves, as transações, no acumulado do ano, somaram 10.730.763 unidades, alta de 7,21% na comparação com 2016. Em dezembro, as transferências destes nos usados apresentaram crescimento de 15,97% na comparação com o mês anterior, somando 1.016.018 unidades, contra 876.111 em novembro. Em relação a dezembro de 2016, houve queda de 2,19% nas transações destes veículos.

Do total de automóveis e comerciais leves negociados, os usados (de 1 a 3 anos de fabricação) representaram 17,79% do total do volume de dezembro e 15,12% do acumulado do ano.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Indústria Automobilística Reprodução Internet
Segundo o presidente da Fenabrave, ações econômicas acertadas geraram efeitos positivos, como quedas sucessivas dos juros e da inadimplência, o aumento da empregabilidade e um melhor acesso ao crédito, fazendo aumentar o consumo Reprodução Internet
Um lubrificante de qualidade inferior opor colocar em risco o motor do seu veículo, afetando o seu desempenho Divulgação/Renata Mello
Resultado leva em conta automóveis, caminhões, ônibus e motos Reprodução Internet

Comentários