Chevrolet Onix e Prisma geração 2018 - fotos divulgação
Chevrolet Onix e Prisma geração 2018fotos divulgação
Por

Virtus, o lançamento da Volkswagen, foi testado pela Latin NCAP, órgão responsável pela classificação de segurança de veículos na América Latina. E teve seu resultado divulgado nesta semana. Com a expectativa alta, graças à classificação conquistada pelo Polo, o modelo fez bonito e recebeu cinco estrelas. Outros destaques da última leva de testes foram os Chevrolet Onix e Prisma, que melhoraram o ruim resultado do ano passado, conquistando três estrelas.

Os testes para adultos e crianças incluem análise de impacto frontal a 64 km/h contra uma barreira deformável descentrada (40%), impacto lateral contra uma barreira deformável montada em um trenó a 50 km/h contra o veículo e impacto lateral contra um poste, quando o veículo é lançado lateralmente a 29 km/h. A classificação da proteção infantil é oferecida por uma avaliação do comportamento dinâmico dos sistemas de retenção infantil, as chamadas 'cadeirinhas', nos testes frontal e lateral, além da facilidade e segurança na instalação desses dispositivos.

Virtus

De um total de 35 pontos de segurança possíveis nos testes para adultos, o VW Virtus ganhou 32.56 pontos. Para crianças, o modelo conquistou 43 de 49 pontos. O teste que mostra a qualidade de engenharia empregada e segurança é o de colisão lateral e frontal. Nessas simulações, o modelo conquistou 15.88 pontos de um total de 16 para adultos. Na avaliação para crianças, marcou 22 de 24 na pontuação máxima.

Cotado pelo órgão de testes como o sedã mais seguro do país, o Virtus também ganhou prêmio Advanced Award, por atender aos critérios de proteção a pedestres. A avaliação é feita com base em testes que simulam situações de acidentes. As checagens são feitas de acordo com padrões estabelecidos pela legislação europeia, que avaliam as lesões em diferentes partes do corpo em zonas da frente do veículo.

"A classificação máxima também para o Virtus comprova a alta tecnologia aplicada na estrutura do carro. Utilizamos aços de alta e ultra-alta resistência, além dos aços conformados a quente, para aumentar a rigidez estrutural e a segurança. Além disso, o Virtus foi projetado para que, em caso de acidentes envolvendo pedestres, as lesões sejam minimizadas de maneira bastante significativa", afirma Antônio Carnielli Jr., gerente executivo de Desenvolvimento do Produto da Volkswagen do Brasil.

Onix e Prisma

O Onix, o carro mais vendido do Brasil, e o Prisma, da Chevrolet, receberam reforços estruturais e conseguiram melhorar o resultado nos testes. Além das mudanças em metais, os dois carros agora são equipados com isofix para fixação de cadeirinhas infantis.

No teste, os dois modelos melhoraram. Mas ainda têm deficiências. Conforme o próprio relatório, a proteção é fraca para o peito e joelhos dos adultos que vão na frente no impacto frontal. Também pesa negativamente a ausência do cinto de três pontas para todos os três passageiros que viajam atrás. O órgão aponta outra deficiência dos modelos: a ausência do Controle Eletrônico de Estabilidade como equipamento padrão. O sistema não está disponível em nenhuma versão do veículo.

Os testes simulam acidentes, mas ainda não são obrigatórios para carros no país. A verificação só será obrigatória em 2020 para modelos novos. E em 2023 para carros zero quilômetros.

Você pode gostar
Comentários