Mais Lidas

Segurança pode ser critério na hora de escolher o carro

Controle de estabilidade é um dos sistemas mais procurados por quem quer mais proteção

Por Lucas Cardoso

Controle de estabilidade
Controle de estabilidade -

Rio - O nível de segurança em um automóvel nem sempre foi um dos quesitos levados em conta na hora da compra. Mas, após recentes mudanças exigidas pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), a procura por carros mais equipados tem crescido. Segundo o órgão, pelo menos quatro itens importantes de segurança passarão a ser obrigatórios até 2022. Outros 13 estão em estudo para regulamentação. "O cliente está bem informado. Alguns questionam se determinado modelo foi aprovado nos testes da Latin NCAP", conta Ruy Machado, gerente da concessionária Dive, referindo-se ao Programa de Avaliação de Carros Novos para América Latina e Caribe. Segundo ele, o custo para incluir todos os itens de segurança pode chegar a R$ 5 mil.

O controle de estabilidade é um dos sistemas de segurança que passarão a ser obrigatórios nos carros novos vendidos por aqui, a partir de 2020. O dispositivo é uma evolução do já obrigatório ABS. O mecanismo atua de forma independente no freio de cada roda, para corrigir a trajetória do veículo em casos de perda de aderência dos pneus.

Levantamento realizado, em 2006, pela NHTSA, órgão federal que regulamenta o setor de transportes nos Estados Unidos, aponta que, devido à existência do controle de estabilidade, 83% dos acidentes envolvendo SUVs (utilitários esportivos) não resultaram em capotamentos. "Hoje, nós temos em torno de 45 mil vítimas fatais de trânsito. Por isso, a implementação desses mecanismos é importante", explica Alessandro Rubio, coordenador técnico do Centro de Experimentação e Segurança Viária (CESVI/MAPFRE).

Rubio esclarece que itens como o cinto de segurança de três pontos reduzem as chances de fatalidade em cerca de 50% dos sinistros. A existência do dispositivo para todos que viajam no carro, além do encosto de cabeça, serão obrigatórios a partir de 2020.

De acordo com Ruy, os clientes costumam ter resistência num primeiro momento, mas, quando percebem as vantagens, sempre optam por modelos mais completos. "A inclusão de todos esses sistemas [de segurança] custa entre R$ 3 mil e R$ 5 mil, mas o acréscimo de valor é mínimo num financiamento de 35 parcelas", explica.

Por sinal, controle de estabilidade e cinto de três pontas para todos no carro são alguns dos critérios para avaliação do Latin NCap. Veículos sem esses equipamentos não conseguem a nota máxima (cinco estrelas). O Isofix (sistema de ancoramento de cadeirinhas) e a luz de posição diurna (DRL) são outras novidades que devem estar presentes em todos os carros até 2020.

Lista do Contran adiciona 13 itens

No final do ano passado, o Contran divulgou a Resolução 717, com um listão de 13 novos itens de segurança. Os dispositivos têm a finalidade de proteger, ainda mais, motorista e passageiros. A maioria desses equipamentos só é encontrado em carros mais caros.

Segundo o documento, fabricantes e montadoras deverão, em datas diferentes, testar os novos recursos. Os períodos de testes variam de seis meses a dois anos. O sistema de frenagem de emergência e os avisos de afivelamento dos cintos estão no grupo sujeito ao menor intervalo de avaliação.

Para se ter uma ideia, o alerta sonoro de afivelamento e o visual do painel, segundo o coordenador do CESVI/MAPFRE, Alessandro Rubio, podem reduzir em cerca de 5% o índice de acidentes fatais.

Outro item presente na lista é o sistema de visibilidade traseira, que pode ser tanto a câmera de ré quanto sensores de estacionamento.

Um sistema de registros do carro, similar à caixa-preta presente em todos os aviões, é a proposta que tem o maior prazo (48 meses) de avaliação.

ITENS

ESTABILIDADE

Obrigatório a partir de 2020, o controle de estabilidade é uma evolução do conhecido ABS. Sua função é evitar que o motorista perca o controle do veículo. O mecanismo lê dados enviados por sensores que calculam a velocidade, a guinada e a inclinação da direção. Além de controlar a rota do carro em situações de emergência, o sistema também pode reduzir a aceleração do motor.

CINTOS E ENCOSTOS

Obrigatório a partir deste ano para lançamentos e, a partir de 2020, para carros novos, o cinto de três pontos sustenta o corpo pelo abdome e pelo tórax. Segundo pesquisas de entidades norte-americanas, os riscos de acidentes fatais caem pela metade quando os passageiros do carro utilizam o dispositivo.

LUZ DIURNA

O sistema será compulsório para carros novos a partir de 2021 e, para os zero kms, em 2023. Ligada automaticamente, sua função é tornar o carro visível durante o dia. A inovação também é donhecida pela sigla DRL (Daylight Running Lamp).

ISOFIX

O Isofix é o padrão internacional de ancoramento de cadeirinhas infantis nos carros. Os pontos ficam presos ao chassi. Portanto, são mais seguros e firmes. Lançamentos devem conter o dispositivo a partir de 2018. A regra se estende a todos os carro zero, em 2020.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Controle de estabilidade Reprodução
Controle de estabilidade sfsdf sadf sdfsdfsd Reprodução
Controle de estabilidade Reprodução
Controle de estabilidade corrige a trajetória do veículo quando há derrapagem FOTOS Reprodução

Comentários