Desvalorização quase nula

Levantamento feito por plataforma aponta sedã da Toyota como o automóvel que perdeu menos valor de mercado em um ano. Modelo da Hyundai ficou em segundo

Por O Dia

Toyota Corolla 2008 é o líder no ranking de menor desvalorização entre os usados e seminovos -

Rio - Para quem não quer perder dinheiro numa possível revenda do carro, é importante saber quanto o modelo pode desvalorizar em um ano. Segundo um levantamento da AutoAvaliar, plataforma que integra revendedores independentes e concessionárias, o Toyota Corolla de 2008 é o veículo com menor índice de desvalorização no varejo de usados e seminovos, com menos de 1% de depreciação. O estudo leva em consideração veículos zero quilômetro e usados.

Na pesquisa, foram avaliados os preços praticados por 2,7 mil concessionárias e 20 mil lojistas de multimarcas de todo o país. Na lista, o HB20 2014 e o AirCross 2012 aparecem logo abaixo do sedã da Honda entre os seminovos e usados que menos desvalorizaram no período, com variação de depreciação também na faixa de 1% em ambos os modelos.

"O fato de um carro seminovo praticamente não desvalorizar de um ano para outro deixa o consumidor mais confortável para comprar um automóvel usado, principalmente se ele tiver um valor especial para pagamento à vista", diz o gerente geral de vendas da concessionária Barrafor, Ralph Lemos.

Cuidados com o usado

Segundo o profissional, os carros seminovos e usados têm muitas vantagens. Contudo, o interessado não pode ignorar checagens básicas antes de adquiri-lo, como conferir a quilometragem. "Independente do ano de fabricação, é preciso verificar itens como pneus, pedais e volante. A condição deles pode ajudar a identificar a veracidade do número que aparece no mostrador de quilometragem", orienta Ralph.

O gerente de pós-venda da Auto Iguaçu, Ruan Carrati, alerta para a verificação do manual do proprietário. Nele, devem conter dados relativos às revisões do carro. "A manutenção preventiva é essencial para manter o veículo em excelentes condições. A falta das revisões pode colocar o motorista em diversas situações perigosas. Muitas pessoas postergam o serviço na tentativa de economizar, mas esquecem que os cuidados com o carro podem render uma grande economia aos proprietários", explica.

financiamento

Veículos usados costumam ter parcelas mais altas se comparados aos modelos zero. Isso se deve às taxas de juros menores praticadas pelas montadoras, que estimulam a venda de modelos zero com facilidades de pagamento. Segundo Ralph Lemos, os usados deixam de ser atraentes quando o cliente não dispõe do valor para o pagamento à vista, ou para quitar boa parte de entrada. "Se o consumidor colocar os preços na ponta do lápis, muitas vezes a parcela de um zero para um usado muda pouco. Em alguns casos, a diferença fica entre R$ 100 e R$ 200, o que equivale ao valor de um jantar para a família toda", diz.

Galeria de Fotos

Fenabrave projeta crescimento de cerca de 10% neste ano Daniel Castelo Branco / Agência O Dia
Automania - Reaquecimento do mercado de venda de automóvieis. Local: Barrafor, rua Cândido Benício, 200 - Campinho. Foto: Daniel Castelo Branco / Agência O Dia Daniel Castelo Branco / Agência O Dia
Toyota Corolla 2008 é o líder no ranking de menor desvalorização entre os usados e seminovos Divulgação
Usados que menos desvalorizaram em um ano desvalorizaram, usados, seminovos

Comentários

Últimas de Automania