Mais Lidas

Carro voador por R$ 2,3 milhões

Inusitado Pioner Edition da PAL-V tem visual que mais lembra um helicóptero. Modelo chegará aos céus e ruas em 2020

Por O Dia

Sistema de voo retrátil permite ao modelo rodar nos céus e na estrada
Sistema de voo retrátil permite ao modelo rodar nos céus e na estrada -

O futurismo expressado em jogos como Final Fantasy XV e Cyberpunk 2077 pode não estar tão longe quanto pensamos. A PAL-V, companhia holandesa responsável pela criação do primeiro carro voador produzido em série no mundo, decidiu exibir uma edição especial de seu protótipo no Salão de Genebra 2019 (Suíça), intitulado Pioneer Edition.

"A Liberty Pioneer Edition será uma edição exclusiva e limitada a 90 unidades, para aqueles que querem escrever parte da história com a nossa empresa", disse o CEO da PAL-V, Robert Dingemanse, durante a abertura do Salão de Genebra 2019 . "Eles estarão na linha de frente da revolução da mobilidade, onde não precisaremos apenas de carros para dirigir. Eles serão os primeiros proprietários de carros voadores de seus países, podendo percorrer qualquer distância".

As primeiras 90 unidades globais do PAL-V Liberty Pioneer Edition terão detalhes especiais por dentro e por fora. De início, podemos destacar pintura em dois tons, com vasto uso de fibra de carbono. O interior também é feito sob medida, com componentes leves, alumínio de aviação e revestimento de couro.

A PAL-V diz que as versões convencionais do Liberty terão suas vendas iniciadas assim que todas as unidades da Pioneer Edition chegarem aos primeiros clientes em meados de 2020. O modelo custará US$ 599 mil (R$ 2,3 milhões) nos Estados Unidos - sendo US$ 200 mil mais caro que a versão convencional. A Pioneer Edition acrescenta controles duplos, sistema eletrônico de vôo e acabamento em carbono.

O carro voador da PAL-V é um triciclo com espaço para duas pessoas, com o passageiro posicionado atrás do motorista. O Liberty carrega um rotor retrátil no teto, que é aberto quando o modo aéreo é ativado - processo que leva 10 minutos. Assim, torna-se um girocóptero. Como pode imaginar, o condutor terá que obter a mesma licença necessária para um piloto de um veículo desse tipo.

O modelo mostrado no Salão de Genebra 2019 utiliza dois motores, um para mover-se no chão e outro no ar. Com as rodas no solo, tem velocidade máxima de 180 km/h e acelera de 0 a 100 km/h em nove segundos, algo impressionante se considerar a aerodinâmica. Sua autonomia é de 1.314 quilômetros e alcança um rendimento de combustível de 10,9 km/l. No ar, pode viajar por 400 km (mantendo um combustível reserva para quando pousar).

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Sistema de voo retrátil permite ao modelo rodar nos céus e na estrada Reprodução Facebook
Carro voador Divulgação

Comentários