Teste: RS4 Avant é mais um motivo para o movimento 'salvem as peruas'

Modelo da Audi tem motor V6 2.9 com duplo turbo capaz de render até 450 cv

Por MOTOR SHOW

Audi RS4 Avant
Audi RS4 Avant -

São Paulo - Desde que me conheço por gente sou tarado pela fantástica Audi RS2 Avant. Precursora das peruas esportivas, foi desenvolvida junto com a Porsche, tem motor cinco cilindros em linha 2.2 20V turbinado com intercooler e 315 cv de potência. Sou ávido defensor do lema "Save The Wagons". Por isso, foi com lágrimas nos olhos (de felicidade) que recebi a notícia que a nova RS4 Avant seria minha por uma semana.

Admirei suas linhas antes de sair da redação e saí no modo Comfort, que deixa as respostas ao acelerador mais comedidas, faz as trocas de marchas em giros mais baixos e mantém o escape fechado. Por alguns instantes até pareceu que estava em uma A4 Avant “normal” – mas logo caí na real, graças à pouca altura livre do solo, que exige atenção em valetas e lombadas, e às suspensões firmes, que sofrem em nosso asfalto lunar.

Já quase íntimo da RS4 Avant, mudo para o programa Dynamic e a perua mostra seu lado visceral. Não é tão monstruosa quanto a RS6 Avant Performance com seu V8 4.0 biturbo de 605 cv: a novidade entrega sua cavalaria de maneira mais progressiva. O motor V6 2.9 traz dois turbocompressores montados no meio do “V” do bloco que atuam simultaneamente – 1,3 bar de pressão em cada.

A station arranca como um míssil terra-ar nas saídas dos semáforos e pedágios. Essa capacidade de acelerar é mérito da tração integral quattro, que envia até 85% da força para o eixo traseiro em condições extremas – normalmente são 40% na frente e 60% atrás. A relação peso-potência é de 3,81 kg/cv – o carro perdeu 80 kg com uso de alumínio nas torres dos amortecedores, aços de ultra alta resistência conformados a quente nas colunas A e B, além de aços de alta resistência no pilar C e parte do assoalho.

Mais tarde, na estrada, vindo já embalado a 120 km/h, cravei o pé no acelerador e fui catapultado a velocidades que ultrapassaram os limites do bom senso. Talvez estivesse extasiado pelo som magnífico do V6, pelo sopro dos turbos e pelos pipocos do escape. Lembrei da RS6 Avant e percebi que a RS4 Avant é mais direta e equilibrada nas mudanças de trajetória. E na hora de frear esse míssil de 450 cv – a mesma potência do Porsche 911 Carrera S –, os discos frontais têm 375 mm e três pistões (330 mm atrás).

Essa perua pode ser um "canhão" para andar, mas ainda assim consegui realizar normalmente minhas tarefas do dia a dia a bordo dela – do supermercado ao shopping. Pena que logo chegou a hora de falar Auf Wiedersehen. Dei uma última olhada para a RS4 Avant, esperando que um dia nos reencontremos na minha garagem.

Contraponto

Devo confessar que não me encantei tanto quanto o Rafael com essa RS4 Avant. Sim, na teoria é sempre legal um carro que tem, ao mesmo tempo, espaço para a família e um desempenho brutal. Na prática, porém, essa perua não é tão legal: não é de fato confortável para o uso familiar, então a suposta versatilidade não é bem verdadeira. As suspensões maltratam as costas e qualquer acelerada mais forte embrulha os estômagos dos passageiros que não estão a fim de andar de montanha russa.

Com pessoas a bordo, você tem que ficar o tempo todo se contendo. Além disso, para andar sozinho achei que ela perdeu parte do brilho com esse motor: apesar de andar mais, a sonoridade é inferior à do V8 que o precedia. E, obrigado pela comparação, Rafael: já que a família não aprova, nesse caso, para andar sozinho, consideraria um 911, mais esportivo e divertido. Outros pontos que me desanimaram na RS4 Avant são o quadro de instrumentos, e o porte exagerado (minha primeira impressão foi se tratar da RS6). Gostava da RS4 menor. Então, no fim, por esse valor eu ia preferir comprar um Porsche – mesmo que tivesse que ser o Cayman.

COMPRE SE…
Quer ter o prazer de guiar um esportivo sem abrir mão de levar a família. A RS4 tem bom espaço interno e amplo porta-malas.
Você procura um carro extremamente potente e, mesmo assim, relativamente versátil para o uso cotidiano.

NÃO COMPRE SE…
O consumo é problema para você. Mas, pensando bem, quem se importa quando se tem 450 cv e mais de 60 kgfm de torque?
Tem coração ou coluna frágeis: a RS4 Avant raspa em lombadas e valetas, além de ter suspensões firmes demais para nossos pisos.

CONSIDERE TAMBÉM ESSES CONCORRENTES


Ficha técnica:

Audi RS 4 Avant

Preço básico: R$ 546.990
Carro avaliado: R$ 546.990
Motor: seis cilindros em V 2.9, 24V, duplo comando variável, injeção direta, turbo
Cilindrada: 2894 cm³
Combustível: gasolina
Potência: 450 cv de 5.700 a 6.700 rpm
Torque: 61,2 kgfm de 1.900 a 5.000 rpm
Câmbio: automático sequencial, oito marchas
Direção: elétrica
Suspensões: five-link (d/t)
Freios: discos perfurados e ventilados (d/t)
Tração: integral com embreagem multidiscos e diferencial eletrônico (EDS)
Dimensões: 4,781 m (c), 1,866 m (l), 1,404 m (a)
Entre-eixos: 2,826 m
Pneus: 275/30 R20
Porta-malas: 505 litros
Tanque: 58 litros
Peso: 1.715 kg
0-100 km/h: 4s1
Velocidade máxima: 280 km/h
Consumo cidade: 7,1 km/l
Consumo estrada: 9,2 km/l
Emissão de CO²: 174 g/km
Nota do Inmetro: D
Classific. na categoria: E (Extra-Grande)*

Comentários