Picape monobloco da Fiat desponta na liderança do segmento

Foram 6.914 unidades vendidas em outubro, 11% acima das 6.226 comercializadas em julho de 2018, maior patamar até então

Por

Fiat Toro deverá ter mudanças no fim do ano que vem. Porém, mesmo sem mudanças, está com vendas em alta
Fiat Toro deverá ter mudanças no fim do ano que vem. Porém, mesmo sem mudanças, está com vendas em alta -

As vendas da picape Fiat Toro atingiram o maior patamar desde o lançamento, em 2016. De acordo com os números divulgados pela Federação dos Distribuidores de Veículos (Fenabrave), o modelo teve 6.914 unidades vendidas em outubro, o que é 11% acima das 6.226 comercializadas em julho de 2018, que era o maior volume até agora.

Com 35% de participação no mercado, a Fiat Toro é seguida pela Toyota Hilux , a picape média mais vendida no mês passado, ainda conforme dados da Fenebrave, com 3.395 unidades. Depois vem a Chevrolet S10 (2.633), que tem perdido participação no mercado a ponto de se aproximar da Ford Ranger (2.329), o terceiro modelo mais vendido do segmento.

Outra picape média cujas vendas perderam fôlego é a VW Amarok (1.063), que acabou sendo ultrapassada pela Renault Duster Oroch (1.204), por enquanto a única rival direta da Fiat Toro, mas que a partir de 2021 passará a ter novas rivais, como a VW Tarok e modelos da Hyundai, GM e Ford.

OUTRAS MARCAS

Para completar o ranking das picapes médias mais vendidas em outubro, a Mitsubishi L200 (853) fica em sétimo, com a Nissan Frontier (745) logo atrás, mas com tendência de alta nas vendas, provavelmente levada por promoções nas concessionárias.

Veja como ficou o ranking das picapes médias e intermediárias mais vendidas em outubro, segundo a Fenabrave, com a Fiat Toro na liderança.

Confira o Ranking:

1 - Fiat Toro: 6.914

2 - Toyota Hilux: 3.395
 
3 - Chevrolet S10: 2.633
 
4 - Ford Ranger: 2.329
 
5 -Renault Oroch: 1.204
 
6- VW Amarok: 1.172
 
7- Mitsubishi L200: 853
 
8- Nissan Frontier: 745
 
Conteúdo do Portal iG
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários