Cinto de três pontos, isofix e apoio de cabeça agora são obrigatórios

Especialistas falam sobre a importância de novos itens de segurança exigidos pelo Contran em 2020

Por Lucas Cardoso

Cinto de três pontos para todos os passageiros já era obrigatório para lançamentos e atualizações de geração
Cinto de três pontos para todos os passageiros já era obrigatório para lançamentos e atualizações de geração -
Rio - O carro no Brasil está mais seguro. Desde o dia 29 de janeiro, três novos itens de segurança passaram a ser obrigatórios para todos os veículos zero quilômetro fabricados no país. São eles: cinto de segurança de três pontos, apoio de cabeça para todos os passageiros e ancoragem do tipo Isofix para cadeirinhas. A lista foi ampliada por determinação do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que editou a resolução 518, em 2015.
A resolução do Contran já estava valendo para carros frutos de novos projetos, lançamentos de novas gerações, mas ainda não era obrigatório para atualizações de linhas.  Segundo Emerson Feliciano, superintendente do Centro de Experimentação e Segurança Viária (Cesvi/Mapfre), a inclusão dos equipamentos deve influenciar na redução de acidentes com vítimas fatais. Um relatório da Seguradora Líder, administradora do Seguro DPVAT, revelou que, somente no ano passado, foram pagas mais de 40 mil indenizações por mortes em acidentes.

"O cinto de segurança de três pontos chegou ao mercado com o objetivo de reduzir as possíveis lesões que o condutor e os passageiros podem sofrer em caso de colisão.Ele é essencial para todo veículo, principalmente por reter melhor os ocupantes em sua posição e propicia uma distância maior deles em relação às partes rígidas do veículo", explica.

De acordo com o Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV), 90% dos acidentes ocorrem por falhas humanas, que incluem o uso incorreto ou a falta de equipamentos de segurança como o cinto de três pontos e ancoragem Isofix.
Segurança para os pequenos
O ancoramento Isofix é um dispositivo instalado na carroceria do veículo que permite a fixação de cadeirinhas de criança. De acordo com Emerson Farias, analista técnico do Cesvi, o principal benefício do sistema é proporcionar um vínculo estrutural por meio do encaixe rápido de garras existentes na base da cadeirinha, com engates soldados na carroceria do veículo, diminuindo o risco de uma má instalação, diferente das cadeirinhas comuns.
Para Rodolfo Rizzotto, coordenador do SOS Estradas, a ampliação da segurança nos veículos fabricados no Brasil é de extrema importância para a redução desses números. são positivas porque utilizam a tecnologia para salvar vidas. "Esses itens eles eram retirados mais pela economia de custos e também por serem tão vistos pelos consumidores. Mas isso vem mudando de uns anos para cá. Ficou mais claro há seis anos atrás, com a obrigação dos airbags e sistema de freios ABS", explica.

Sem erro na hora de fixar a cadeirinha infantil

De acordo com o Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV), 90% dos acidentes ocorrem por falhas humanas, que incluem o uso incorreto ou a falta de equipamentos de segurança. A instalação errada de cadeirinhas infantis pode ser uma dessas variáveis. Segundo Emerson Farias, analista técnico do Cesvi, por isso a obrigatoriedade do sistema de ancoramento Isofix deve ser comemorada.

"Esse tipo de fixação tem como principal benefício proporcionar um vínculo estrutural por meio do encaixe rápido de garras existentes na base da assento infantil. Isso diminui o risco de má instalação do assento, diferente do sistema tradicional", explica.

Outro equipamento que deve ser obrigatório 2022, o controle eletrônico de estabilidade, conhecido como ESC ou ESP, já deve fazer parte da lista básica de segurança para lançamentos e novas gerações de modelos atuais. A inclusão foi determinada também em 2015, pelo Contran, através da Resolução 567.

 

Agenda

ESC

A partir deste ano também passa a valer a obrigatoriedade para a instalação controle eletrônico de estabilidade (ESC) em lançamentos e novas gerações. Só em 2022, o item valerá para todos os modelos zero.

DLR

A luz diurna de rodagem, ou DLR, também fará parte da lista de itens instalados em todos os carros lançados a partir de 2021, com previsão de obrigação para todos os veículos zero em 2023.

 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Cinto de três pontos para todos os passageiros já era obrigatório para lançamentos e atualizações de geração Divulgação
Isofix reduz o risco de fixação incorreta de cadeirinhas infantis. O cinto de três pontos é mais seguro que o tradicional sistema abdominal divulgação
Número de carros adquiridos por Pessoas com Deficiência (PcD) triplicou nos últimos anos fotos de Divulgação
Controle de estabilidade corrige eletronicamente traçados para evitar acidentes Reprodução

Comentários