Gasolina tem alta de 2,53% na primeira quinzena de setembro

No Estado do Rio, a variação foi de 2,22%, com preço médio do litro passando de R$ 4,831 para R$ 4,938

Por LUIZ ALMEIDA

Preço médio da gasolina no Brasil aumenta 2,53% na primeira quinzena de setembro
Preço médio da gasolina no Brasil aumenta 2,53% na primeira quinzena de setembro -
É vida a dura de quem precisa utilizar o carro todo dia e, claro, dar aquela paradinha pra encher o tanque. Levantamento da ValeCard, empresa especializada em soluções de gestão de frotas, aponta que o preço médio da gasolina comum no Brasil subiu 2,53% na primeira quinzena de setembro, quando comparado com agosto. Nas duas primeiras semanas, a média do combustível no país foi de R$ 4,581 por litro — no mês passado, o valor foi de R$ 4,468.

Segundo o levantamento, com o aumento do preço da gasolina, o combustível fóssil retoma o mesmo patamar de março, no primeiro mês da pandemia do novo coronavírus. Naquela época, o valor médio no Brasil era de R$ 4,598. Ou seja, o acréscimo reflete a retomada das atividades econômicas.

A maior alta de preços na primeira quinzena de setembro ocorreu no Distrito Federal (5,27%). Os únicos estados que registraram redução no valor do combustível no período foram Amapá (-1,56%), Bahia (-0,57%) e Piauí (-1,39%).
No Estado do Rio, a variação foi de 2,22%. Segundo o levantamento da ValeCard, nas cidades fluminenses o preço médio de agosto era de R$ 4,831. Já nas duas primeiras semanas de setembro, a média ficou em R$ 4,938.
O levantamento foi feito pelo registro das transações realizadas de 1º a 14 de setembro com o cartão de abastecimento da ValeCard em cerca de 20 mil estabelecimentos credenciados. Os dados mostram que, entre as capitais, Curitiba (R$ 4,107) e Salvador (R$ 4,186) registraram os valores mais baixos na quinzena.

Galeria de Fotos

Preço médio da gasolina no Brasil aumenta 2,53% na primeira quinzena de setembro Agência Brasil
Variação do preço da gasolina ao longo dos meses Divulgação

Comentários