Contato com produtos de limpeza pode causar intoxicação nos bichos

Produtos como água sanitária, alguns desinfetantes e cloro exigem cuidado extra

Por Larissa Sant' Ana

Pets podem ter alergia a certos produtos de limpeza
Pets podem ter alergia a certos produtos de limpeza -

A pandemia do novo coronavírus aumentou a preocupação das pessoas com a limpeza e desinfecção das casas, uma das formas de prevenção. Produtos como água sanitária, desinfetante e álcool 70% são altamente recomendados para matar o vírus que fica nas superfícies. O problema é que alguns deles podem representar um perigo para os bichos de estimação por conterem substâncias como ácidos, amônia e cloro, que são tóxicas para os bichos.

Graziella Gallo, veterinária especializada em dermatologia, explica que o contato direto com a pele pode causar feridas e irritações. Além disso, por terem olfato apurado, os animais também podem ter dificuldade de respirar devido ao cheiro forte dos produtos. Outros sintomas da intoxicação são vômito e diarreia. A gravidade do quadro apresentado vai depender do porte do bicho e sua exposição ao produto.

Para evitar qualquer problema, o mais indicado é que o dono use na limpeza da casa opções que não oferecem riscos. O álcool puro não possui cheiro forte e higieniza - o ideal é prender o animal em outro ambiente durante o uso e só soltá-lo quando tudo estiver seco. Detergente e sabão neutro também não oferecem nenhum risco e são ótimos na limpeza.

Para os amantes do desinfetante, o mais indicado é optar pelos com fórmula pet friendly, usados até em clínicas e hospitais veterinários. Vendidos em qualquer pet shop, eles devem ser diluídos em água para o uso. Dessa forma, a casa ficará limpa e o bichinho saudável. Caso qualquer sinal de intoxicação seja percebido, um veterinário deve ser procurado imediatamente.

Pet do leitor: seu bichinho pode sair no jornal

O filhote Dobby adora uma brincadeira - Arquivo pessoal

Quer ver seu bichinho aqui na coluna? Mande uma foto e conte um pouco sobre ele para o e-mail canaldopet@igcorp.com.br. O da foto é o meu cachorrinho Dobby. Sim, ele tem o mesmo nome do elfo da saga Harry Potter e acreditem: é apaixonado por meias! Sempre que alguém tira o tênis, lá está Dobby esperando a chance para roubá-las. São sete meses de muito carinho, brincadeiras de buscar a bolinha e pique-esconde.

Gatos de focinhos achatados

gatos - Christian Kollinger
Gatinhos precisam de muita atenção - Reprodução/Christina Kollinger

A instituição de proteção animal britânica Blue Cross alerta para os problemas de saúde de gatos com focinhos achatados, como persas e himalaias. Bichanos com essa característica são predispostos a infecções nos olhos, problemas de pele e dificuldade de respiração. Esses bichos devem ter acompanhamento veterinário mais frequente.

 

A coleira ideal

Qual a coleira ideal para o cachorro? - Pexels

A coleira ideal garante segurança e conforto para o cão. Devem ser levados em conta a anatomia e o comportamento do bicho. A peitoral é mais indicada para os cães dóceis e pequenos, como pug. Já a de pescoço para os que têm tórax estreito horizontalmente e alongado verticalmente, como labrador. A leader é usada em cães com a característica física anterior, porém mais agitados. Vale pedir ajuda ao veterinário.

 

Ajuda para ONGs de animais

A Elanco Saúde Animal vai doar álcool para ONGs. Basta solicitar pelo e-mail imprensa@elanco.com.br e informar quantidade, localização e CNPJ.

 

Mercado continua crescendo

O setor pet foi um dos poucos que não sofreu queda com a pandemia. As vendas, principalmente de ração e brinquedo, cresceram 30%, em média.

Classificação das raças caninas

As raças de cachorros - Pexels

Uma das principais classificações de raças de cachorro é a de inteligência. Border collie, poodle, pastor alemão, golden retriever e dobermann aparecem, respectivamente, nas cinco primeiras posições. Mas muitos se perguntam por que a raça do seu cão, que é tão inteligente, não está lá. Criado pelo pesquisador Stanley Corey, o ranking leva em conta a quantidade de repetições necessárias para que o bicho aprenda um novo comando e o tempo de resposta. Os primeiros colocados aprendem o comando em cinco repetições.

 

Usando o lenço umedecido certo

Muito usado para a higiene dos bichos, seja da pata, do ânus ou orelhas, o lenço umedecido deve ser próprio para animais. Isso porque o Ph da pele humana é muito diferente da do bicho e o uso errado pode causar alergias.

 

Comentários