Massoterapia tem benefícios musculares e circulatórios - IG
Massoterapia tem benefícios musculares e circulatóriosIG
Por Carina Petrenko*
Publicado 01/11/2020 07:00 | Atualizado 02/11/2020 12:27
As terapias alternativas estão cada vez mais em alta para diversos tratamentos em animais de estimação. Elas contribuem para amenizar dores e desconfortos causados por doenças. Desde que indicadas por profissionais, essas terapias podem prevenir ou tratar diversos problemas de saúde, pois são naturais e feitas de forma menos invasiva, ajudando a fortalecer o sistema imunológico e o funcionamento do organismo do pet. As mais procuradas são: acupuntura, shiatsu, florais, reiki e massoterapia.
Quer saber as indicações e os benefícios de cada uma delas? O DIA conta...

Acupuntura
Pode ser feita em qualquer animal, de cachorros e gatos, até cavalos, aves e roedores, desde que indicada por uma clínica veterinária. “As agulhas são posicionadas nas terminações nervosas, estimulando as reações e consequentemente o cérebro do animal”, explica Caroline Mouco Moretti, médica veterinária do grupo Vet Popular. “Além da acupuntura tradicional, existe também a eletro acupuntura, essa segunda opção, como o próprio nome diz, tem basicamente como diferença a utilização de impulsos elétricos”, completa.

De acordo com a veterinária e especialista em acupuntura Marcela Michilato, da Petz, a acupuntura em animais é feita da mesma forma que em seres humanos. “É um método terapêutico chinês que se baseia na estimulação de determinados pontos do corpo com agulha, a fim de restaurar e de manter a saúde, visando restabelecer o equilíbrio do organismo do animal”, diz.

A acupuntura é indicada para paralisias, convulsões, AVCs, artroses, dores na coluna (lombalgias, cervicalgias, hérnia de disco), miosites (inflamação dos músculos), tendinites, displasias, gastrites e cistites. Também auxilia os problemas de fertilidade, prenhez psicológica, dermatites e doenças metabólicas (diabetes, hipotireoidismo). E também como reabilitação pós-operatória nos casos de animais submetidos a quimioterapia. Utilizada também para tratar distúrbios psicológicos, como depressão, ansiedade e hiperatividade. É importante destacar que não existem contra-indicações. Apesar da agonia, Marcela fala que o tratamento normalmente é indolor. “Em alguns casos, ao inserir a agulha na região dolorida, ele pode ter uma leve sensação de choque, mas é passageiro”, diz.

Shiatsu
O shiatsu é uma técnica terapêutica japonesa cujo principal objetivo é pressionar os pontos energéticos vitais. Dessa maneira, são estimulados determinados órgãos internos. A pressão dos pontos específicos faz com que o animal melhore a agressividade, a ansiedade e ameniza mudanças de humor. Além disso, ajuda com problemas respiratórios, alivia a tensão e diminui o estresse.

O shiatsu é benéfico em três categorias: emocionais, químicas e físicas, atuando na prevenção de enfermidades. Isso acontece porque com a pressão dos dedos, a musculatura do corpo é solta e a circulação é ativada, tornando o corpo mais vascularizado.

Florais
Como o próprio nome sugere, a técnica é feita através de essência de flores. Ajuda em questões comportamentais, auxiliando no equilíbrio das emoções para garantir o bem-estar do pet. Os florais ajudam a acalmar animais hiperativos e também auxiliam na melhora do quadro depressivo, regulam a ansiedade, diminuem o sentimento de carência, reduz o medo de fogos e melhoram aversão ao banho. O tratamento não deve ser utilizado como remédio.

Reiki
Técnica alternativa criada no Japão tem o objetivo de restabelecer o equilibrio mental, físico e emocional do pet. Alivia dores, e desconfortos e atenua efeitos colaterais de outros tratamentos. Isso ocorre porque o profissional alinha os centros de energia do corpo (os tradicionais “chakras”) promovendo o equilíbrio energético.

Massoterapia
A massoterapia é utilizada como terapia complementar para minimizar ou tratar problemas no sistema muscular. É uma massagem terapêutica cujo objetivo é recuperar e manter a capacidade física e mental do pet. Pode ser utilizada para recuperar um músculo lesionado ou sobrecarregado, reduzindo a dor e assim devolver ao animal a mobilidade e qualidade de vida.

Entre as patologias que mais podem afetar o sistema muscular estão: artrite e artrose, displasia coxofemoral, displasia de cotovelo, doença de disco intervertebral, rompimento do ligamento cruzado e luxação da patela. Além disso a massoterapia proporciona diversos benefícios a saúde e qualidade de vida do seu pet pois reduz desconfortos musculares, diminui a percepção de dor, melhora a capacidade de locomoção, elimina toxinas do corpo e beneficia o corpo e a mente, promovendo o bem-estar.
Publicidade
Estagiária sob supervisão de Martha Imenes