O que é melhor pra mim? Ter um gato ou um cão?

Compare as características de cada um para você saber qual o ideal para você

Por O Dia

Diferenças entre ter um gato ou um cachorro
Diferenças entre ter um gato ou um cachorro -
Você é #timecão ou #timegato ? Essa é uma briga antiga e ainda fortemente presente entre os amantes de pets. Há quem diga que os felinos são bem melhores como bichinhos de estimação, e há quem diga que são os cães que alegram verdadeiramente nossas casas.

Querendo ou não, gatos e cachorros são animais bem diferentes e sua adaptação com os tutores também pode depender muito do que eles procuram num bichinho. Para ajudar você a esclarecer um pouco de qual dos dois seria seu pet ideal, veja sete 7 diferenças de como é viver com cada um.

1. A alimentação é totalmente oposta!
A frequência da alimentação dos cães e gatos é diferente. Eu ouvi comida? Os gatos são bichinhos que devem ter alimento disponível durante todo o tempo, e invariavelmente apresentam boa forma muscular, na maioria dos casos. Em contrapartida, os cães são pets que têm que ser alimentados em horários pré-definidos, de uma a duas vezes por dia, e atenção: sem direito a sobremesa!

2. A hora de fazer as necessidades
Se por um lado os gatos se adaptam rapidamente a realizarem suas necessidades na bandeja, para os cães, o processo pode ser um pouco mais lento, exigindo tempo e repetição do comportamento. Os tutores devem treinar seus cachorros, indicando que cama e esculturas de arte, por exemplo, não são locais apropriados para se fazer os números 1 e 2.

3. Brincadeiras de cada um
Que os gatos são temperamentais, nós já sabemos, mas que tipos de entretenimentos atraem esses bichanos? As brincadeiras com os gatos devem ser passivas, onde a aproximação é feita pelo pet, como por exemplo, balançar uma pena com uma varinha. Por outro lado, os cães gostam da aproximação efetiva do tutor, como jogar bola, brincadeira de luta e outras atividades que promovam a perda de alguns quilinhos em seus donos.

4. Um é mais contido, enquanto o outro é totalmente expansivo
O comportamento deles, no geral, é completamente oposto. Um exemplo é que assim como os humanos quando estão famintos, os cães pouco mastigam o alimento, engolindo os grãos praticamente inteiros. Enquanto os gatos são meticulosos e mastigam bem o alimento oferecido, mostrando que frequentaram direitinho as aulas de boas maneiras.

5. O passeio fora de casa
Gatos são mais independentes e costumam sair e voltar sozinhos quando bem entendem. Já os cães, em sua maioria, são totalmente dependentes do tutor para conhecer lugares novos, senão é bem capaz de nunca encontrarem o caminho de volta. Além do mais, cães admitem a coleira e adoram bater patas por aí, já os gatos não aceitam o acessório facilmente, apesar de algumas exceções. Passeios forçados com esse 

6. A relação deles com a água
Cães adoram nadar e brincar com água, enquanto gatos são conhecidos por evitarem isso ao máximo. Seu banho mesmo é quase feito totalmente pelas lambidas do felino pelo corpo. Além disso, eles não bebem qualquer água não, enquanto cães mostram que não tem frescura nem em ingerirem água parada na vasilha.

7. O carinho dos dois pets
Ambos pode ser bem carinhosos, mas cada um tem seu jeito de demostrar isso. Cães são naturalmente mais apegados aos tutores, enquanto os gatos necessitam mostrar seu amor no seu próprio tempo. Além disso, apesar de serem inimigos naturais declarados, cães e gatos podem conviver pacificamente no mesmo ambiente, é só serem sempre acostumados de que há espaço para os dois.

Marinheiro, o bon vivant de Paquetá

Bicho do leitor: Marinheiro, de Paquetá - Arquivo pessoal

Aposentados, Cris e Mauro se apaixonaram e foram para Paquetá. Ali nascia Marinheiro, chamado assim porque adora brincar nas praias da ilha. "Vimos um anúncio de doação e foi amor instantâneo. Como todo bebê, não nos deixou dormir nos primeiros meses, fez mil e uma travessuras e nos deu alguns sustos. Mas encheu nossa casa de amor e alegria. Em setembro, ele fará dois anos. Marinheiro não vive sem praia e nós, sem ele!", derrete-se Cris.

Mais uma clínica gratuita na cidade

gatinho bicolor - pexels
gato saudável: veterinária - Pixabay
Foi inaugurada pela Prefetura do Rio mais uma clínica gratuita, agora em Vicente de Carvalho, na Zona Norte. As pessoas poderão levar cães e gatos de estimação para fazer castrações agendadas e cirurgias de emergência, além de atendimento clínico. São procedimentos que custam caro na rede privada, em alguns casos mais de R$ 1 mil, e vão significar grande economia para quem tem animal de estimação.
No caso do serviço clínico, serão atendidos 30 animais por dia. O horário de funcionamento vai das 8h às 17h, de segunda a sexta. Há dois momentos para distribuição de senha: 15 são entregues às 8h e outras 15, às 13h.

Endereço: Av. Vicente de Carvalho 6.141.

O agendamento da castração é feito através do aplicativo ‘Bicho Rio – Subem’, que pode ser baixado no smartphone. A data para o agendamento é sempre no dia 25 de cada mês, a partir das 10h. As vagas são limitadas. Mais informações: (21)2976-2893/2088-0097.

Encantos mil

Bicho-preguiça - Reprodução internet

Cada vez mais, os cariocas se surpreendem e se encantam com os animais que têm aparecido em diversos pontos da cidade, como pássaros e capivaras. Esses dias, teve bicho-preguiça dando um rolé pelos fios e árvores do Jardim Botânico e duas baleias na Praia da Reserva. Mas os veterinários alertam: na maioria dos casos, é melhor não se aproximar, para o animal não se assustar, e avisar os serviços de emergência.

Gatos só miam para nós

Os bichamos raramente miam uns para os outros, é apenas algo que eles fazem para os seres humanos, sabia dessa? Somente quando são filhotes, eles podem usar a linguagem para pedir comida
para a mamãe gata.

Os mais queridos do país

cachorros vira-latas - Reprodução Pinterest

Qual o cachorro que os brasileiros mais amam? Segundo a plataforma DogHero, com base nos pets cadastrados até 2018, o vira-lata lidera corações e lares do país. Tanto que começou uma campanha para que o vira-lata caramelo - que, segundo os cariocas, aparece sempre nas cenas mais inusitadas - estampe a cédula de 200 reais.

Cães para adoção

Os 40 cachorros resgatados esta semana em uma casa na Tijuca, após denúncia de vizinhos, estão para adoção. O resgate foi feito pela Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente. Quem tiver interesse em adotar, é só ligar para (21) 99399-3968.

Vigilância sanitária retoma agendamento de castrações

gatinho bicolor - pexels
Castração animal em unidade da Vigilância Sanitária - Divulgação/NELSON DUARTE
A Subsecretaria Municipal de Vigilância Sanitária e Controle de Zoonoses retomou na quarta-feira o agendamento para a castração de cães e gatos em suas duas unidades. Para agilizar o serviço, suspenso desde março por conta da pandemia da covid-19, a marcação das cirurgias para o Instituto Municipal de Medicina Veterinária Jorge Vaitsman (IJV) e o Centro de Controle de Controle de Zoonoses Paulo Dacorso Filho (CCZ) será feita, neste primeiro momento, pelos e-mails castracaoijv@gmail.com e castracao.visa.ccz@gmail.com, para até três castrações por CPF.

A Vigilância Sanitária também trabalha no desenvolvimento de um sistema com a Empresa Municipal de Informática (IplanRio) para que, em breve, o agendamento seja feito totalmente online. Entre outras medidas adotadas para atender a grande demanda do serviço e evitar aglomeração, as cirurgias voltam a ser realizadas durante todo o dia, das 8h às 17h, de segunda a sábado, dia exclusivo para a castração de gatos, com limite de 70 felinos. E mais: com direito à chipagem e cadastro no Registro Geral de Animais (RGA).

"A castração é uma importante ação de política pública de saúde animal e de toda a coletividade. Previne a multiplicação sem controle dos animais, demonstra a posse responsável e evita a transmissão de doenças e maus-tratos e abandono, crimes com sanções previstas no novo Código de Defesa de Animais do município. Retomamos o agendamento a todo o vapor, agora com marcação por e-mail para evitarmos a aglomeração. Vamos com toda a segurança e facilitando o acesso à população, com direito à chipagem e o cadastro no RGA, que permite, por exemplo, a localização dos pets que se perdem de seus donos", afirma a médica veterinária Márcia Rolim, subsecretária de Vigilância Sanitária e Controle de Zoonoses.

Como a cidade vive ainda um momento de pandemia, os demais serviços das unidades de zoonoses da Vigilância continuam reduzidos. Em condições normais, o IJV e CCZ fazem juntos até 2.500 castrações por mês, recebendo mais de 500 usuários por dia. A Vigilância Sanitária reforça que, também por precaução, os portões das duas unidades são mantidos fechados, com entrada controlada e restrita a menores de 12 anos.

Centro de Imagem - No processo de ampliação dos serviços veterinários, as duas unidades ganharam esta semana equipamentos de ultrassografia, ecocardiograma e Raio-x digital, para dianósticos por imagem.

O que está funcionando no CCZ e no IJV

Clínica Médica
- O IJV faz consultas diariamente, a partir da distribuição de 30 senhas.
- No CCZ as consultas de clínica geral não foram retomadas.


Clínica de Esporotricose
- O tratamento da esporotricose (zoonose transmitida ao homem por animais, principalmente gatos) é feito com 25 senhas por turno no IJV, e 40 por turno no CCZ.
- No primeiro atendimento, é possível atender até cinco animais por CPF em cada uma das unidades. A medida é uma forma de facilitar o acesso a este importante serviço.

Atendimento 1746
- A Vigilância Sanitária mantém os serviços de remoção de cavalos e outros animais de grande e médio portes de vias públicas, assim como as carcaças de morcegos, macacos e micos.
- O atendimento a animais agressores e investigações caninas para leishmaniose são avaliados caso a caso.

Endereços
O Instituto Municipal de Medicina Veterinária Jorge Vaitsman (IJV), funciona na Avenida Bartolomeu de Gusmão, 1.020, em São Cristóvão. E o Centro de Controle de Controle de Zoonoses Paulo Dacorso Filho fica no Largo do Bodegão, 150, em Santa Cruz.

Comentários