Dr Serginho acredita que com essa movimentação que a base do governo Castro fez nessa semana, o descontentamento dos servidores das forças de segurança deve mudarDivulgação

SOLUÇÃO ALIVIA PRESSÃO
A situação de conflito entre os militares estaduais e deputados da base do governador Cláudio Castro (PL) após a manutenção do veto a trechos do Projeto de Lei que institui o sistema de proteção social dos militares começa a ganhar contornos de resolução. Após uma reunião entre Castro, secretários e o Comandante-Geral do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar, o governo definiu que vai aumentar a gratificação dos praças para 150% já neste mês de janeiro. O secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação e deputado estadual licenciado Dr. Serginho (REP), que chegou a ser chamado de traidor por militares, por ter votado pela manutenção do veto, havia adiantado, na semana passada que a reunião ocorreria. Nesta quarta (12), Serginho falou a Coluna Política Costa do Sol do O DIA sobre o assunto, reforçando que o reajuste real sobre o salário dos praças, já para esse mês é de 57%. “É um reajuste histórico, que nunca foi concedido. Dentro desse valor, estão englobados reajuste do soldo e da gratificação, que era de 122% em cima do soldo e alcançou os 150%“, informou o deputado licenciado.
Serginho havia antecipado que nessa segunda-feira (10), um reajuste histórico para categoria dos policiais e bombeiros estava sendo alinhavado  - Divulgação
Serginho havia antecipado que nessa segunda-feira (10), um reajuste histórico para categoria dos policiais e bombeiros estava sendo alinhavado Divulgação

FEITO POR DECRETO

Serginho explicou que o aumento da Gret (Gratificação de Regime Especial de Trabalho) foi instituído via decreto. Em relação a probidade da medida, segundo o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, desde 1995, todos os governadores fizeram aumentos da Gret dessa forma. “Toda a cadeia sucessória desde então pagou por decreto. O que era inconstitucional é o que estava propondo alguns deputados da Alerj de aumentar o valor da Gret por meio do Parlamento. Qualquer aumento de despesa só pode ser dado pelo chefe do Executivo“, explicou Serginho. “À princípio, o governador tinha proposto o aumento da Gret [de 122% para 150%] escalonado em cinco anos. A Alerj propôs escalonar em dois, mas o governador resolveu, por decreto, fazer de uma vez só”, concluiu o secretário.
Dr Serginho, secretário de Ciência e Tecnologia que se licenciou do cargo para ajudar o governador a tirar da cartola uma solução ao impasse   - Divulgação
Dr Serginho, secretário de Ciência e Tecnologia que se licenciou do cargo para ajudar o governador a tirar da cartola uma solução ao impasse Divulgação

CONTORNANDO A SITUAÇÃO
Com a decisão do Governo do Estado, mais de 46 mil militares ativos passarão a ter direito a gratificação do soldo já na folha salarial de janeiro. O Gret debatido na reunião seria uma forma de conter os ânimos da classe depois do governador ter recebido críticas pelo veto. “Se pudermos valorizar ainda mais os nossos bombeiros e policiais militares, faremos. Não mediremos esforços para garantir mais conquistas para a Segurança Pública”, declarou o governador. A base de Castro percebeu o tamanho do “batata quente” e se movimentou rapidamente para contornar o clima de insatisfação que tomou conta da categoria. Os oposicionistas aproveitaram a situação para “surfar na onda”. Agora é esperar para ver como o servidor das forças de segurança pública reagem. Sabe como é, né?! Se indispor com esse setor pode ser fatídico para quem pretende se eleger, ou mais ainda, para quem quer se reeleger.