Quanto ganha o Engenheiro de Produção?

Mercado de trabalho mantém boa remuneração para a carreira

Por FRANCISCO ALVES FILHO

Engenharia de produção
Engenharia de produção -

Voltamos a tratar na coluna de hoje da média de remuneração de uma carreira profissional. Vamos mostrar as variações de ganho nos diferentes estágios para quem faz o curso de Engenharia de Produção, de acordo com o levantamento realizado pelo Site Nacional de Empregos (Sine). 

A tarefa desse profissional é projetar sistemas de produção e planejar o processamento dos produtos, além de administrar o armazenamento de matérias-primas. Cabe ao Engenheiro de Produção também fiscalizar a execução de atividades e cumprimento de prazos, analisar o mercado, efetuando cálculos de demanda e produtividade. Também planeja a produção, conduz programas de redução de custos, desenvolve métodos de otimização do trabalho, cria procedimentos para programação e controle de produção. (Veja aqui uma entrevista com profissional experiente que fala sobre a carreira)

Quem começa na carreira de Engenharia de Produção na condição de trainee, segundo a pesquisa do Sine, tem remuneração inicial que é de R$ 2799,98 em empresas pequenas, R$ 3639,98 nas médias e chega a receber até R$ 4731,98 nas grandes empresas.

No estágio posterior, o ganho vai de R$ 3499,98 (empresa pequena) a R$ 5914,17 (empresa grande). Como profissional de Engenharia de Produção no estágio pleno, pode ter remuneração de R$ 4374,98 a R$ 7393,91.

Engenheiro de Produção (2)

Na penúltima fase da carreira, o engenheiro de produção sênior tem uma remuneração média que vai de R$ 5468,73 a R$ 9242,14. Por fim, o profissional master recebe R$ 6835,91 nas empresas pequenas, R$ 8886,68 nas médias e R$ 11552,68, nas grandes companhias. Sabe-se que é grande o número de engenheiros que se formam todos os anos nas universidades. Faltam, no entanto, pessoas qualificadas. Isso quer dizer que, em números, quem continuar estudando e se aperfeiçoando terá boa chance de conseguir boa remuneração.

 

Engenheiro de Produção (3)

O curso superior em Engenharia de Produção tem duração de 5 anos. Pode ser encontrado nas modalidades de ensino a distância e presencial. O curso inicia com disciplinas das áreas de Ciências Exatas e da Computação, comuns para todas as Engenharias. Após a formação básica, o aluno passa a aprender sobre Produção, Gestão Financeira e Econômica, Gestão de Pessoas e Qualidade, entre outros. Para se formar, há um estágio e um Trabalho de Conclusão de Curso.

 

Financiamento estudantil

O Ministério da Educação publicou na sexta-feira no Diário Oficial da União o edital sobre o preenchimento de vagas remanescentes do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) referente ao primeiro semestre de 2018. O processo seletivo será de amanhã a 26 de junho. Os interessados precisam ficar alertas em relação ao período de inscrições, uma vez que há datas distintas, dependendo do perfil do candidato.

 

Segue a crise

Pesquisa do Instituto Locomotiva em parceria com o Centro de Integração Empresa Escola (CIEE) revela que 70% dos jovens afirmam que, além do emprego, está difícil encontrar vagas de estágio.

 

Comentários