Marcio Coriolano é aprovado para novo mandato na CNSeg

Presidente da entidade deve seguir no cargo para o triênio de 2019 a 2022. Propostas encaminhadas ao governo federal devem ser intensificadas a partir do ano que vem

Por Herculano Barreto Filho

Marcio Coriolano deve seguir na presidência da CNSeg para o próximo triênio
Marcio Coriolano deve seguir na presidência da CNSeg para o próximo triênio -

Rio - Marcio Coriolano, presidente da Confederação das Seguradoras (CNSeg), deve seguir no cargo. O nome dele foi aprovado pelo conselho diretor para a gestão do triênio de abril de 2019 a março de 2022. Uma das principais missões será reforçar a importância das 22 propostas encaminhadas ao presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) sobre o setor. Entre elas, destaque para os incentivos aos microsseguros e cobertura para garantir a continuidade de grandes obras no país.

A CNSeg representa as federações do segmento, que também registraram as suas chapas na semana passada. Marcos Renato Coltri será reeleito como presidente da Federação Nacional de Capitalização (FenaCap). Jorge Nasser sucederá Edson Franco na Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (FenaPrevi). E Antonio Eduardo Márquez de Figueiredo Trindade substituirá João Francisco Silveira Borges da Costa na Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg). Ainda não há registro de chapa na FenaSaúde.

EDUCAÇÃO DIGITAL

Em meio à alta nas vendas de livros usados, a Amazon Brasil promove iniciativas que auxiliam no comércio de obras digitais, como mostra a reportagem de capa do caderno. Em parceria com a Icatu Seguros, a empresa distribui eBooks Kindle gratuitamente para corretores parceiros da seguradora. O livro digital A Arte da Negociação, de Michael Wheeler, está disponível para download na Loja Kindle da Amazon Brasil até amanhã.

APOSTA EM TECNOLOGIA E INOVAÇÃO

O programa de inovação voltado para o mercado segurador desenvolvido pela Mongeral Aegon entra na reta final. As aulas do Insurtech Innovation Program, organizadas em parceria com o IRB Brasil RE e com a PUC-Rio, completam um ano em janeiro de 2019. No último ciclo, os alunos vão trabalhar a evolução dos projetos selecionados.

Comentários