Padre Omar vai da missa no Cristo Redentor para o samba na Sapucaí

Sacerdote vai integrar o carro de puxadores da Unidos da Tijuca no Carnaval. Agremiação contará a história do pão e exaltará a fé

Por O Dia

Cantor profissional, padre estará pela primeira vez na Avenida
Cantor profissional, padre estará pela primeira vez na Avenida -

Rio - A Unidos da Tijuca vai contar com bênçãos divinas para o desfile deste ano. O reitor do Santuário do Cristo, Padre Omar, de 39 anos, será um dos puxadores da agremiação do Borel, que narrará a história do pão na Sapucaí. Com um samba que exalta a fé sagrada, a canção já é considerada pelos tijucanos como um 'samba-oração'.

Membro honorário da Academia Internacional de Música, o padre vai entrar, pela primeira vez, na Avenida, com direito a camiseta da escola e destaque no carro de som. "É o ápice de um trabalho que objetiva o bem, a valorização de elementos rítmicos e culturais da cidade do Rio", contou ele, que é colunista do DIA.

O convite partiu, primeiramente, do presidente da Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa), Jorge Castanheira. "Fiz a locução de um dos sambas que concorria na Tijuca, mas ficou em segundo lugar. O Castanheira então me perguntou sobre ser intérprete, e fui convidado oficialmente pelo presidente da agremiação, Fernando Horta", afirmou o padre, que na terça-feira celebrou o casamento do DJ Alok no Cristo Redentor.

Para o religioso, o diálogo com a cultura do Carnaval e do samba é importante. "A música é meu principal instrumento de evangelização. É importante customizar nossa atuação e presença sem perder a identidade católica. Sou padre 24h por dia", reforçou ele, que já lançou CD e DVD com participação de sambistas, e tem até o aval de Papa Francisco.

"Quando entreguei meu trabalho musical para o Papa, na Jornada Mundial da Juventude, em 2013, ele disse que era um bom terreno para semear a palavra de Deus", disse Omar.

A chegada do religioso também foi aprovada pelo intérprete Wantuir Tavares, 61, que está em seu sétimo Carnaval na Tijuca. "Foi uma surpresa ótima, o nosso intuito é cantar esse samba de um jeito bem harmônico, como pede um hino, e passar uma mensagem de esperança e fraternidade", pontuou Wantuir.

No samba da Azul e Amarela, Deus conversa com Jesus, que responde ao Pai pedindo a multiplicação do pão para o povo. "Se Deus é por nós, escute a voz que vem do meu Borel", apota um trecho da música.

"Existe fé no samba e samba na fé", finalizou padre Omar, que participa hoje, às 20h, do primeiro ensaio na quadra da agremiação.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

VLT circula pelo Centro e é bastante usado até nos fins de semana Estefan Radovicz
Cantor profissional, padre estará pela primeira vez na Avenida REPRODUÇÃO INTERNET
Imagem peregrina de São Sebastião esteve em Bangu nesta semana DIVULGAÇÃO

Comentários