Lívia Andrade: a nova musa do Carnaval carioca

Veterana da folia em São Paulo, a apresentadora do 'Fofocalizando', do SBT, faz sua estreia na festa do Rio de Janeiro desfilando na Paraíso do Tuiuti. "Espero dar sorte", diz

Por BRUNNA CONDINI

Livia Andrade
Livia Andrade -

Rio - O verso 'Minha carne é de Carnaval, o meu coração é igual', da canção 'Swing de Campo Grande', do grupo Fino Coletivo, bem que poderia traduzir o sentimento que embala Lívia Andrade nesta época do ano. "Amo Carnaval, sou do Carnaval, desde pequena. Olhava as pessoas pulando, desfilando, as fantasias, e pensava: 'é isso que quero viver'".

Aos 35 anos, ela já é veterana na folia de São Paulo, onde desfila há 25. Pelo quarto ano consecutivo, virá como madrinha de bateria da Império da Casa Verde. E no Rio de Janeiro, Lívia se prepara para estrear como musa da Paraíso do Tuiuti. "Quando entrei na Casa Verde, fomos campeões, e espero dar sorte para a Tuiuti. Tudo que faço na vida é para somar. Sempre!", diz a loura, que desfila pela escola carioca nesta segunda-feira, na Sapucaí.

A apresentadora do 'Fofocalizando', do SBT, diz que, nas semanas que antecedem os desfiles, a rotina fica ainda mais agitada. "Está uma loucura! Este ano, topei o desafio do Carnaval do Rio também e esqueci como é essa coisa louca de produzir, porque gosto de cuidar dos looks até para os ensaios. E tem as produções da TV, que inventei de fazer. Estou usando figurinos de Carnaval todos os dias no programa", conta.

Feliz de debutar na Marquês de Sapucaí pela vice-campeã do Carnaval passado, Lívia comenta a diferença entre a festa paulista e a carioca. "Olha, te digo que o Carnaval de São Paulo não deixa nada a desejar em relação ao do Rio. Acho que o paulista é maior, inclusive. A diferença do Rio são as pessoas. Em São Paulo, o sambista está na pista com a sua escola. No Rio, se ele não está na pista, está na arquibancada, curtindo, prestigiando. Um admira a escola do outro e tem essa identidade grande com o samba", explica.

 CORPÃO

Lívia vem desfilando a boa forma elogiada por aí, mas garante que não tem suado a camisa ultimamente. "Não estou mesmo conseguindo malhar. Faço procedimentos estéticos e procuro ter uma alimentação bacana, saudável. Além disso, me exercitei a vida toda, qualquer estímulo mantém a musculatura. E tem os ensaios, né? Lá, gasto muito", diz.

Livia Andrade - Davi Borges

E a musa completa: "Como muito. Na terça passada, acabei comendo um cachorro-quente de madrugada. A reta final do Carnaval é aquela hora em que tudo que se planeja muito dá errado, inclusive a dieta que você tentou fazer".

FANTASIA BADALADA

Perfeccionista e atenta aos detalhes, ela vibra sobre a confecção da sua fantasia de madrinha de bateria na agremiação paulistana. "Vai ser feita pela Mychelle X. Era meu sonho de Carnaval. Achava ela inacessível", recorda sobre o convite feito para a estilista 'queridinha' de famosas como Susana Vieira e Ivete Sangalo. "Quando a conheci, achei-a talentosa e fácil. Saímos para jantar e ficamos horas falando da fantasia. Juro que não sei como vai ser minha roupa. Vou provar bem perto do desfile, mas confio nela 100%. Sei que vai ser prata ou branca e não vou usar penas. Acho que a Mychelle entende bem o corpo da mulher. Vai ressaltar as curvas, realçar o bumbum e esconder o que não gosto".

Ela revela as recomendações da colega Patrícia Abravanel, para que ela se torne a 'musa do SBT' nos desfiles. "Ela disse: 'A Sabrina arrasa na Record, a Juliana Paes na Globo, você precisa caprichar", diverte-se. "Patrícia quer que eu saia mais glamourosa. Como eu sou do samba desde cedo, me jogo. Às vezes, esqueço que essa coisa do glamour é importante também no Carnaval. Então, fui atrás disso, com a Mychelle, minha equipe, sem improviso, fazendo uma coisa mais artística".

Lívia aproveita para falar da relação com a filha de Silvio Santos. "Não existe treta com Patrícia, ela é como eu: não faz fofoca, fala na cara. Acho muito bom conviver com gente assim, é transparente, não é uma caixa de surpresas. Gosto da maneira dela de ser, independentemente de ser filha do dono (Silvio Santos). É uma das melhores pessoas para se trabalhar ali. Ela traz um astral bom".

BOROGODÓ

A paixão pelo samba foi algo espontâneo e natural para a paulista. "Na minha família não tinha ninguém que gostava de samba, mas eu já era do ziriguidum", brinca. "Na minha rua, tinha a Unidos do Peruche, via aquilo e queria sair, mas era muito novinha. Meus tios me levavam no ombro para assistir. Ficava olhando deslumbrada, queria fazer aquilo, estar ali".

Livia Andrade - Davi Borges

Com a mesma personalidade que demonstra até hoje, Lívia foi atrás do sonho. "Tinha 9 anos e fui convencer minha mãe a me deixar desfilar na ala das crianças. Ela confiava em mim e deixou. Ouvia todas as recomendações dela, fazia tudo direitinho. Ela foi criticada por deixar, mas eu nunca a decepcionei", recorda.

E Lívia emenda: "Quando cheguei e vi os carros alegóricos, pensei que aquilo era mesmo pra mim. Me senti na Disney. Aliás, o Carnaval é a Disney de quem não pode ir até lá, do pobre. Fui crescendo e dali pra frente todo ano desfilava. Amava aquela sensação de ir muitas vezes a pé para casa, com costeiro da fantasia, sapatos nas mãos. Sabe aquela sensação de independência de fazer o que se quer? Depois que entrei para a TV, as coisas até facilitaram para mim, mas é essa mesma sensação que sinto até hoje. É uma paixão grande".

Galeria de Fotos

Livia Andrade Davi Borges
Livia Andrade Davi Borges
Livia Andrade Davi Borges
Livia Andrade Davi Borges
Livia Andrade Davi Borges
Livia Andrade Davi Borges
Livia Andrade Davi Borges
Livia Andrade Davi Borges
Livia Andrade Davi Borges

Comentários