Prefeitura de São Paulo remaneja blocos por questão de segurança

Em nota, a administração municipal afirma que a decisão foi tomada "por questão de segurança" e que foram registrados incidentes em eventos "não oficiais" que aconteceram no local

Por Agência Brasil

Foliões se divertem no bloco de carnaval Monobloco, no Parque do Ibirapuera, Zona Sul de São Paulo, na tarde deste domingo
Foliões se divertem no bloco de carnaval Monobloco, no Parque do Ibirapuera, Zona Sul de São Paulo, na tarde deste domingo -

São Paulo - A prefeitura de São Paulo remanejou os blocos que deveriam desfilar no Largo da Batata, Zona oeste, nesta segunda e terça-feira. Na nota divulgada na noite deste domingo, a administração municipal afirma que a decisão foi tomada "por questão de segurança" e que foram registrados incidentes em eventos "não oficiais" que aconteceram no local.

O Bloco Latinha Mix, um dos que teve o trajeto alterado, disse que a prefeitura justificou a mudança alegando que a área estava tendo problemas com assaltos. O Latinha vai sair amanhã do Obelisco do Parque Ibirapuera às 13h30. Enquanto o bloco Não serve Mestre, que também desfilaria hoje no Largo da Batata, foi remanejado para a Rua Henrique Schaumann, ainda em Pinheiros, assim como o Me Lembra que Eu Vou. A programação no novo local começa às 13h.

A Polícia Militar disse não ter registrado ocorrências no Largo da Batata durante o fim de semana. A Secretaria de Estado da Segurança Pública também foi procurada, mais ainda não respondeu aos questionamentos da reportagem da Agência Brasil sobre o número e a natureza das ocorrências registradas na área.

Em um balanço divulgado também neste domingo, o governo de São Paulo informa que 589 pessoas foram presas pelas polícias Civil e Militar em todo o estado. Entre esses, 127 eram procurados pela Justiça. Foram apreendidas ainda 43 armas e recuperados 121 veículos roubados.

Comentários