Imperatriz Leopoldinense e Império Serrano são rebaixadas

Imperatriz terminou a apuração com 266,6 e Império com 263.8

Por O Dia

Integrantes da Escola de Samba Império Serrano, durante desfile do Grupo Especial no Sambódromo da Marquês de Sapucaí
Integrantes da Escola de Samba Império Serrano, durante desfile do Grupo Especial no Sambódromo da Marquês de Sapucaí -

Rio - Após uma apuração pra lá de tensa, Imperatriz Leopoldinense e Império Serrano foram rebaixadas para a série A do carnaval do Rio. A Imperatriz terminou a apuração com 266,6 e Império com 263.8.

Fundada no bairro de Ramos e com nome em referência à Estrada de Ferro Leopoldina – que cortava o bairro de mesmo nome – essa é a quarta vez que a Imperatriz é rebaixada. Já a tradicional do Morro da Serrinha, em Madureira, a Império Serrano retorna para o grupo de acesso pela sétima vez.

Primeira escola de samba a desfilar no domingo de carnaval, com o enredo do carnavalesco Paulo Menezes, o Império Serrano cantou em forma de samba-enredo o sucesso de Gonzaguinha da MPB "o que é, o que é". A tradicional escola do Rio teve uma apresentação problemática. A agremiação de Madureira, que teve falhas em praticamente todos os quesitos na sua apresentação, sofreu com o temporal que atingiu a sua concentração.

Império Serrano apresentou desfile problemático - Luciano Belford/Agência O Dia

O principal ponto negativo da escola de Madureira foi mesmo a parte alegórica e as fantasias. O Império foi uma das agremiações que enfrentou mais dificuldades financeiras para o carnaval. Além da pouca sofisticação, a apresentação do enredo acabou ficando comprometida por conta de algumas fantasias que estavam inacabadas. Algumas alegorias da escola também tiveram alguns problemas para entrar, mas acabaram conseguindo concluir o desfile.

Já a Imperatriz Leopoldinense enfrentou muitos problemas durante o seu percurso pela Sapucaí. Ainda no começo do desfile a queridinha de Ramos apresentava um cenário caótico; diversos buracos foram formados durante vários setores por conta da montagem dos carros que foi problemático. Além disso, as alegorias também tiveram falhas bem graves de acabamento.

Grande buraco se forma durante desfile da Imperatriz - Daniel Castelo Branco / Agência O Dia

O enredo divertido "Me dá um dinheiro aí" acabou não sendo tão brincado pela escola durante o desfile. O nível de tensão da agremiação, por conta dos problemas, acabou fazendo com que a abordagem não fosse alegre e não conquistasse o público. Entretanto, os pontos altos da Imperatriz foram a boa atuação da bateria comandada pelo mestre Lolo e o bom rendimento do casal de mestre-sala e porta-bandeira.

Galeria de Fotos

Integrantes da Escola de Samba Império Serrano, durante desfile do Grupo Especial no Sambódromo da Marquês de Sapucaí Mauricio Pingo/Parceiro/Agência O Dia
Império Serrano apresentou desfile problemático Luciano Belford/Agência O Dia
Império Serrano apresentou desfile problemático Luciano Belford / Agência O Dia
Imperatriz fez desfile com muitos problemas Daniel Castelo Branco/Agência O Dia
Grande buraco se forma durante desfile da Imperatriz Daniel Castelo Branco / Agência O Dia

Comentários