Leandro Vieira manda recado para Bolsonaro: 'Carnaval não é putaria'

Torcedores pedem em coro na quadra que carnavalesco continue na Mangueira em 2020

Por LUIZ PORTILHO

Mangueira sacudiu a Sapucaí
Mangueira sacudiu a Sapucaí -

Rio - Na quadra da Mangueira, a escola vibra pelo 20º título no Carnaval. Aos gritos de "Fica, Leandro", a Verde e Rosa pede que o carnavalesco Leandro Vieira permaneça na agremiação.

"Eu quero ficar, mas isso eu preciso ver com a diretoria", afirmou o carnavalesco. E ainda mandou um recado para Jair Bolsonaro: 

"Essa festa aqui é um recado político para o presidente. Carnaval não é 'putaria'como que ele quis mostrar para o mundo inteiro. O Carnaval é uma festa, uma festa de gente preta, de resistência".

Neste ano, a Estação Primeira de Mangueira recontou a História do Brasil por meio de heróis negros e índios. Também homenageou a vereadora assassinada Marielle Franco, com o samba-enredo "História Para Ninar Gente Grande". 

"Esse enredo nos representou muito bem. Somos milhares de Marielles e Dandaras nas comunidades do Brasil", disse Maria Catarina, uma das coordenadoras da Ala da Comunidade. Ela dedicou o título ao presidente da agremiação, Francisco de Carvalho, que está em prisão domiciliar.

Selma Santos, outra coordenadora da Ala da Comunidade, afirmou: "Agora o poder público terá de olhar mais para as mulheres e para as comunidades. Somos esquecidos".