Mais Lidas

Após campeonato, permanência de Leandro Vieira na Mangueira é dúvida

Carnavalesco disse que vai aguardar processo eleitoral na escola se desenrolar. "Não estou em um leilão", ponderou ele

Por *Luana Dandara

"Eu quero ficar, mas isso eu preciso ver com a diretoria", disse Leandro Vieira, na comemoração da vitória da Mangueira na quadra ontem
"Eu quero ficar, mas isso eu preciso ver com a diretoria", disse Leandro Vieira, na comemoração da vitória da Mangueira na quadra ontem -

Rio - O carnavalesco Leandro Vieira, que ganhou seu segundo campeonato pela Estação Primeira de Mangueira ontem, não sabe se continuará na Verde e Rosa no Carnaval do próximo ano. Isso porque a escola terá um processo eleitoral em abril para definir novo presidente, e o profissional quer aguardar as chapas candidatas se apresentarem para tomar uma decisão. 

"A Mangueira passou por um momento de muita turbulência na realização do Carnaval 2019. A escola resolveu que não anteciparia nenhuma campanha política antes de concluir o desfile. Então, só agora a Mangueira vai se organizar para um processo eleitoral. Até aqui não existe chapa presidencial, não sei quais são os candidatos", explicou Leandro. O presidente da agremiação Chiquinho da Mangueira está preso desde novembro, suspeito de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa. 

Na comemoração da vitória ontem, na quadra, o carnavalesco foi recebido pelo público com gritos de "Fica, Leandro", que respondeu "Eu quero ficar, mas isso eu preciso ver com a diretoria". 

"É preciso que o processo de apresentação dos perfis de candidatos à presidência da Mangueira aconteça primeiro. Sem saber nada disso, não posso dizer que sou o carnavalesco que continuo", afirmou hoje, ao DIA.

O profissional, que começou na Verde e Rosa em 2016, vindo da Caprichosos de Pilares, na Série A, admitiu já ter recebido propostas de três agremiações. "Mas não é só dinheiro, as pessoas têm a impressão de quem paga mais vai levar. Não estou em um leilão", reforçou Vieira.

Oficialmente, a assessoria da Mangueira informou que todas as renovações de contrato dependem da eleição, em abril. Questionada se a continuidade de Leandro Vieira só poderá acontecer depois disso, respondeu que é complicado afirmar, pois não se sabe como se configurará a transição na presidência. 

*Estagiária sob supervisão de Thiago Antunes

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários