Caprichosos de Pilares cai para Série E

Escola enfrenta disputa política. Acadêmicos de Vigário Geral sobe para Série A, enquanto Alegria da Zona Sul desce

Por *Luana Dandara

Rio - A Caprichosos de Pilares, tradicional escola de samba carioca, deixou de desfilar pelo segundo ano consecutivo na Estrada Intendente Magalhães, e foi automaticamente rebaixada para o Grupo E do Carnaval - o degrau mais baixo para uma agremiação, no qual ficará pelos próximos dois anos, segundo o regulamento.

Conhecida por seus desfiles irreverentes no Sambódromo, a Caprichosos sofre com uma disputa política desde 2011. Um grupo acusa o outro de fraudar eleições e desviar recursos. Desde então, nenhuma chapa vitoriosa teve sossego para administrar a agremiação, pois as sentenças judiciais, a maioria delas provisórias, vão anulando sucessivamente os resultados das urnas.

Atualmente, não há representantes legais da escola junto à Liga Independente das Escolas de Samba do Brasil (Liesb), organizadora das séries B, C e D. Por isso, conforme adiantado pelo DIA em janeiro, a Caprichosos foi proibida de desfilar neste Carnaval.

Nas redes sociais, torcedores lamentaram o rebaixamento. "Que horror! A Caprichosos virou bloco", disse uma internauta. "Vergonhoso ver uma escola tão querida e amada por nós cariocas fora da Avenida. Força Caprichosos", escreveu outro.

Vigário sobe para a Série A

Já a Acadêmicos de Vigário Geral foi anunciada ontem como a campeã da Série B, e no próximo ano desfila na Marquês de Sapucaí, pela Série A. A Associação Recreativista Escola de Samba Vizinha Faladeira foi rebaixada para a Série C.

*Estagiária sob supervisão de Angélica Fernandes

Comentários