Hora de definir os sambas do Grupo Especial

Entre esta sexta e sábado, tem final de samba-enredo das última cinco escolas do Especial

Por *Luana Dandara

Portela: mestre-sala Marlon Lamar e porta-bandeira Lucinha Nobre
Portela: mestre-sala Marlon Lamar e porta-bandeira Lucinha Nobre -

Rio - A pouco mais de quatro meses para o Carnaval de 2020, as cinco agremiações do Grupo Especial que faltavam escolher seus sambas-enredo, promovem, entre hoje e amanhã, as finais em suas quadras. Os eventos prometem ser uma grande festa para o público e definirão os hinos que vão embalar os desfiles na Marquês de Sapucaí.

Enquanto a Beija-Flor de Nilópolis elegeu ontem o seu samba-enredo, Portela e Salgueiro promovem hoje as finais. Na Vermelha e Branca tijucana, a eliminatória terá shows do grupo Pegada Brasileira, do Pique Novo e, claro, da Bateria Furiosa. Para 2020, o enredo do Salgueiro é 'O rei negro do picadeiro', sobre Benjamin de Oliveira.

Já a Azul e Branca abre a quadra com show do grupo Exaltação ao Samba de Enredo e participação da cantora Pipa Brasey. No próximo Carnaval, a Portela apresenta 'Guajupiá, terra sem males', sobre a ancestralidade indígena dos cariocas, com assinatura do consagrado carnavalesco Renato Lage, que estreia na agremiação junto da esposa Márcia Lage. "A Portela está muito bem servida de sambas nessa disputa final. O que ganhar é digno de nota máxima", afirma Renato, que é presença confirmada na festa. "O samba-enredo é fundamental para o desfile, é a trilha sonora da nossa criação", acrescenta.

Amanhã, a atual campeã, Mangueira, escolhe o samba para o desfile 'A Verdade vos fará livre', uma biografia de Jesus Cristo conduzida pelo carnavalesco Leandro Vieira.

Na União da Ilha, quatro sambas concorrem na final de amanhã. 'Nas encruzilhadas da vida, entre becos, ruas e vielas, a sorte está lançada: salve-se quem puder!' é o enredo da escola. A Estácio de Sá, de volta à Elite do Carnaval, também decide amanhã o hino para o enredo 'Pedra', da carnavalesca Rosa Magalhães.

Tijuca apresenta composição no domingo

Este ano, as escolhas dos sambas-enredo foram marcadas pela presença de artistas. Na Mocidade, a composição de Sandra de Sá, em homenagem a Elza Soares, foi a grande vencedora. Na São Clemente, o humorista Marcelo Adnet foi outro campeão, em sua estreia na composição de sambas para o Carnaval.
 
A Unidos da Tijuca preferiu não realizar disputa de samba-enredo e convidou Dudu Nobre, Jorge Aragão, Fadico, André Diniz e Totonho para a composição. A obra será apresentada neste domingo, na quadra da escola, seguida da coroação da sua nova rainha de bateria, Lexa. A festa começa às 13h, na Avenida Francisco Bicalho, 47, Cidade Nova. A entrada custa R$ 20.

Anote
 
Sexta-feira

Portela

Endereço: Rua Clara Nunes, 81, Madureira

Horário: a partir das 22h

Ingresso: R$ 40 (antecipado) e R$ 60 na hora

Concorrentes: Noca da Portela & Cia, Valtinho Botafogo & Cia, Samir Trindade & Cia

- Salgueiro

Endereço: Rua Silva Teles, 104, Andaraí

Horário: a partir de 20h30

Ingresso: R$ 70

Concorrentes: Sereno Fundo de Quintal & Cia, Antonio Gonzaga & Cia, Marcelo Motta & Cia

Sábado

- Estácio de Sá

Endereço: Rua Salvador de Sá, 206, Cidade Nova

Horário: a partir das 22h

Ingresso: R$ 40

Concorrentes: Edson Marinho & Cia, Carioca & Cia, Emanoel Apoteose & Cia

- Mangueira

Endereço:Rua Visconde de Niterói, 1072, Mangueira

Horário: 22h

Ingresso: R$ 50

Concorrentes:

Manu da Cuíca & Cia, Beto Savana & Cia, Rodrigo Pinho & Cia

- União da Ilha

Endereço: Estrada do Galeão, 322, Cacuia

Horário: 21h

Ingresso: R$ 20

Concorrentes:

Marquinhus Banjo & Cia, Tuninho Z-10 & Cia, Marcio Andre & Cia, Carlinhos Fuzil & Cia
 
*Estagiária sob supervisão de Alexandre Machado
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários