Casal estreante da Mocidade treina cinco horas por dia para a Sapucaí

Diogo Jesus e Bruna Santos ensaiam desde setembro com a coreógrafa Vânia Reis e já esbanjam sincronia

Por Luana Dandara

O Carnaval faz parte da vida do casal de mestre-sala e porta-bandeira desde criança
O Carnaval faz parte da vida do casal de mestre-sala e porta-bandeira desde criança -

Rio - Ele vive o Carnaval desde que estava na barriga da mãe e já exerceu diferentes funções na folia. Ela é bailarina e cria da Mocidade, onde desfila desde os 7 anos. Diogo Jesus, de 29 anos; e Bruna Santos, 22, formam o novo casal de mestre-sala e porta-bandeira da agremiação de Padre Miguel. A dupla, que esbanja simpatia e sincronia, apesar do pouco tempo junta, se dedica integralmente aos ensaios diários para conquistar os 40 pontos na Marquês de Sapucaí, no mês que vem.

A preparação, que começou em setembro, inclui corrida na Vila Militar, aulas de balé e dança contemporânea, pilates e treinamento funcional. São cerca de 5 horas por dia de treinamento, acompanhado de perto pela coreógrafa Vânia Reis.

"O peso de carregar o pavilhão, para conquistar os 40 pontos, é muito grande. Ainda mais em uma escola como a Mocidade. Eles estarão com grandes nomes, casais que estão lá há muito tempo, então precisam dançar à altura", destaca.

O mestre-sala, inclusive, foi campeão com a Mocidade em 2017, título mais recente da escola. Com uma família de sambistas, Diogo desfilou pela primeira vez na Passarela ainda na barriga da mãe. Já atuou como passista, integrante da bateria, intérprete e diretor de Carnaval.

"Não me vejo mais fora do Carnaval. A minha volta à Mocidade está sendo ainda mais especial do que quando pisei aqui pela primeira vez. Posso dizer que me sinto em casa", conta ele, que também comenta a importância do enredo da Verde e Branca, 'Elza Deusa Soares': "Falar de Elza é falar de uma mulher guerreira e forte. Nossa fantasia terá um grande peso nesse desfile".

Bruna, por sua vez, foi promovida após o último desfile, quando foi segunda porta-bandeira. "Tudo mudou desde lá. Cheguei aonde sempre quis, então agora é preciso dedicação para manter. O suporte e experiência do Diogo me ajudaram muito, é uma troca crescente. Estamos fazendo nosso máximo", afirma ela.

O frio na barriga da primeira vez

Bruna Santos mora em Bangu e faz graduação em Educação Física. Do Carnaval, é fã declarada da porta-bandeira do Salgueiro, Marcela Alves. "Busco a classe da Marcela na minha dança, a postura de bailarina", completa.

Segundo a preparadora Vânia Reis, a coreografia do casal será a união do bailado tradicional com a proposta da fantasia. "É muito especial. Esse samba é uma poesia”, diz Vânia. “Estou ansiosa, com um friozinho na barriga para chegar na Sapucaí", diz Bruna.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários