'Ano que vem podemos ser campeões', diz mestre de bateria da Grande Rio

Fafá não escondeu a tristeza depois do vice-campeonato

Por Julia Noia

Fafá, mestre de bateria da Grande Rio não escondeu a tristeza pelo vice-campeonato
Fafá, mestre de bateria da Grande Rio não escondeu a tristeza pelo vice-campeonato -
Rio - Fafá, mestre de bateria da Grande Rio, não escondeu a tristeza depois do vice-campeonato na tarde desta quarta-feira, após a apuração no Sambódromo. Para ele, fica o sentimento de que poderia ter feito mais. Porém, Fafá não abaixa a cabeça e garante que vai lutar para a escola ser campeã no ano que vem. 
"Demos o nosso melhor, infelizmente o Carnaval é isso. Perdemos para a Viradouro, que é uma escola forte. Esse ano fomos vice, mas ano que vem podemos ser campeões", disse. 
Quinta escola a desfilar no domingo, no Sambódromo, pelo Grupo Especial, a Grande Rio sofreu com um problema em seu abre-alas que teve dificuldade para entrar na Avenida e acabou gerando um buraco que chegou ao setor 3, local que tem a primeira cabine de julgadores.
A escola de Caxias caprichou no seu conjunto de fantasias e alegorias. O componente ajudou cantando forte o tempo inteiro e de forma igual. O intérprete Evandro Mallandro conduziu o samba-enredo, que provou ser realmente um dos melhores do ano.
Mestre Fafá exibiu todo seu talento no comando da bateria e a atriz Paolla Oliveira reinou absoluta à frente dos ritmistas. 
*Estagiária sob supervisão de Thiago Antunes
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários