Evento discute rumos do Carnaval 2021

ESPM e a Rede Carioca de Rodas de Samba reúne especialistas discute os impactos da pandemia no samba carioca

Por O Dia

Rio – O Observatório do Carnaval da ESPM e a Rede Carioca de Rodas de Samba promovem, a partir de 30 de junho, o ciclo de debates virtuais Samba – Como Será O Amanhã?. O objetivo é discutir e analisar os impactos da pandemia de covid-19 no samba carioca, a partir da visão de especialistas das áreas acadêmica, do samba e do poder público.

Os encontros serão liderados pelo coordenador do Observatório do Carnaval da ESPM, Marcelo Guedes, pelo sambista e coordenador geral da Rede Carioca de Rodas de Samba, W Luna, e pela pesquisadora e diretora executiva do Coreto – coletivo de blocos organizados do Rio de Janeiro--, Cristina Couri. Serão três debates virtuais, realizados por meio da plataforma zoom. Os encontros ocorrerão sempre às terças-feiras, a partir das 20h40. O primeiro, em 30 de junho, discutirá a roda de samba. O segundo, em 7 de julho, focará no carnaval de rua. E o terceiro, em 14 de julho, analisará os efeitos da pandemia nos desfiles das escolas de samba.

As dúvidas sobre a realização do Carnaval em 2021, caso até lá não exista uma vacina contra a covid-19 e as recomendações contra aglomerações ainda vigorem, serão o ponto inicial do debate para buscar ações que viabilizem a principal festa popular da economia criativa. “A única certeza é de que os desfiles das escolas de samba não poderão acontecer nos moldes de todos os anos”, diz Guedes. “Poderá haver uma diminuição do tamanho das escolas e da produção de adereços e alegorias, que representam um forte percentual das despesas.”

Assim como acontece com as escolas de samba, com a impossibilidade de reunir pessoas, muitos blocos de rua do Rio de Janeiro estão com suas atividades suspensas. Oficinas, shows e festas garantem os recursos para a realização dos desfiles. “Poucos aderiram ao modelo das lives e aulas on-line para arrecadação de verbas”, diz Cristina Couri, do Coreto. “Blocos com mais público têm maior visibilidade para as marcas e, consequentemente, mais oportunidades de captar recursos para produzir seus eventos. Os blocos menores são os mais ameaçados.”

Que ações podem ser levadas adiante para manter a economia do samba num momento atípico como o que estamos vivendo? O que fazer com todos os sambistas e organizadores que vivem das rodas de samba? Qual o possível caminho para ter a alegria e irreverência de nossos blocos? Como dar prosseguimento às atividades com quadras fechadas e falta de apoio do poder público e da iniciativa privada? Essas são as questões que serão debatidas no evento.

Confira a programação:

Samba – Como Será O Amanhã?

Tema: Rodas de Samba

Data: 30 de junho

Horário: 20h40

Participantes:

Luciano Bom Cabelo – Cantor

Rogério Família – Sambista e sociólogo

Chico Dias – Jornalista

Nilcemar Nogueira – ex-Secretária de Cultura do Rio de Janeiro

Link: https://espm.zoom.us/j/99121132441
ID da reunião: 991 2113 2441



Samba – Como Será O Amanhã?

Tema: Blocos Carnavalescos

Data: 7 de julho

Horário: 20h40

Participantes:

Thais Bezerra - Musicista

Rita Fernandes – Presidente da A Sebastiana – Associação Independente Dos Blocos De Carnaval De Rua da Zona Sul, Santa Teresa E Centro Da Cidade De São Sebastião Do Rio De Janeiro

João Grand – Pesquisador

Júnior Perim – ex-Secretário de Cultura do Rio de Janeiro

Link: https://espm.zoom.us/j/92582438729
ID da reunião: 925 8243 8729





Samba – Como Será O Amanhã?

Tema: Escolas de Samba

Data: 14 de julho

Horário: 20h40

Participantes:

Leandro Vieira – Carnavalesco

Aloy Jupiara – Jornalista

Marcelo Calero - ex-Secretário de Cultura do Rio de Janeiro

Serginho Procópio – ex-Presidente da Portela

Link: https://espm.zoom.us/j/94807450081
ID da reunião: 948 0745 0081

Comentários