Reabertura da Unidos da Tijuca, na Avenida Francisco Bicalho - Reginaldo Pimenta / Agencia O Dia
Reabertura da Unidos da Tijuca, na Avenida Francisco BicalhoReginaldo Pimenta / Agencia O Dia
Por O Dia
Publicado 08/11/2020 18:10 | Atualizado 09/11/2020 03:17
Rio - As quadras da Unidos da Tijuca e da Portela voltaram a receber o público neste fim de semana após oito meses sem atividades por causa da pandemia do novo coronavírus. Máscaras de segurança, a distância social e outros protocolos de segurança ganharam espaço ao lado das tradicionais feijoadas das agremiações.
Publicidade
Organizador da feijoada da Unidos da Tijuca, que aconteceu neste domingo, 8, mestre Casagrande comemorou o retorno à quadra da escola de samba do coração. "Está sendo muito legal para gente, junto com a Portela, fazer a reabertura nesse 'novo normal'. O mais importante é que as pessoas estão tendo a consciência de fazer o distanciamento social e de usar máscara de proteção. Eu tive muito cuidado fazer o evento pequeno, de no máximo 400 pessoas, sendo que na nossa quadra cabem 4 mil. E o mais legal é que estamos movimentando os profissionais de evento, músicos, seguranças, pessoal do bar. Para gente tá sendo muito gratificante, é uma higiene mental depois de tanto tempo longe", afirmou. 
O americano David Clark aproveitou o domingo para conhecer a quadra da Unidos da Tijuca com a namorada, Sylvia Gonçalves. Frequentador assíduo da Marquês de Sapucaí desde 2015, ele confessou que sentiu saudade de frequentar eventos culturais. "É a minha primeira feijoada em uma escola de samba. Estou gostando, é um jeito de aproveitar o show, com comida boa e com segurança. O espaço é grande, estamos ao ar livre e os funcionários estão usando as máscaras", contou.
Publicidade
O mordomo André Freitas, 54 anos, não perdeu a chance de volta à quadra da Unidos da Tijuca. Morador de Madureira, Zona Norte, ele desfila pela agremiação há mais de 15 anos. "A festa está muito boa. Todo mundo aqui está se protegendo, usando máscara, lavando as mãos sempre. E a feijoada está dez. Estava com saudade desse calor humano, da atenção", disse André.
Ele admitiu que só voltaria a desfilar na Marquês de Sapucaí após a criação de uma vacina contra a covid-19. "Para mim, o Carnaval só deveria retornar em 2022. Acredito que o ano que vem precisa ser de reflexão por causa das vidas perdidas esse ano para o novo coronavírus", opinou. 
Publicidade
Mestre Casagrande também acredita que o cortejo na Avenida pode esperar a imunização da população. "Acredito que pode ter Carnaval, mas não em fevereiro e março. Se puder ser em junho, ou julho, como está sendo cogitado, mas só se chegar a vacina. Precisamos ter segurança para fazer o desfile. Se não tiver a possibilidade de voltarmos à Sapucaí, podemos esperar. O mais importante é: se tiver, vamos fazer com segurança", garantiu.
Feijoada da Família Portelense
Publicidade
A tradicional feijoada da Portela aconteceu na noite de sábado, na quadra da escola de samba, em Madureira. A emoção pelo retorno das atividades marcaram o evento, que recebeu cerca de 1.200 pessoas e contou com a bênção especial de um padre. Para a segurança de todos, a Azul e Branca de Madureira reduziu a capacidade do público em 50%, mediu a temperatura de todos os frequentadores, obrigou a utilização de máscara e ainda espalhou dispensers de álcool em gel pela quadra.
Presidente da Portela, Luis Carlos Magalhães, contou que foi um momento esperado pela agremiação. "Sabemos que muitas pessoas ainda têm receio de sair de casa, por isso nos esforçamos em garantir a segurança de todos os que vieram. Foi um importante primeiro passo. Nossa equipe conseguiu cumprir, sem nenhum incidente, todos os protocolos que foram alinhados em reunião com os órgãos competentes", assegurou.
Publicidade
Próximas feijoadas
Salgueiro: A Acadêmicos do Salgueiro voltará com os eventos no dia 20 de novembro, data em que é comemorado o Dia da Consciência Negra. De acordo com postagem nas redes sociais, a Feijoada do Salgueiro edição Consciência Negra acontecerá a partir das 13h, no dia 20, seguindo os protocolos determinados pela Vigilância Sanitária e pela Secretaria Municipal de Saúde. A quadra do Salgueiro fica na Rua Silva Teles, 104, no Andaraí.
Publicidade
Paraíso do Tuiuti: A Paraíso do Tuiuti é outra agremiação que retornará às atividades no Dia da Consciência Negra. A feijoada Quilombola da Favela será realizada no dia 20 de novembro e as mesas e camarotes já estão esgotados.
União da Ilha: O primeiro evento na quadra da União da Ilha aconteceu na última terça-feira, dia 3 de novembro, e não foi dirigido ao público em geral. A escola fez uma reunião com diretoria, harmonia e presidentes de ala. O carnavalesco Cahê Rodrigues deu a palestra motivacional "Eu acreditei. E você?". A reunião serviu como um treino para os próximos eventos que a escola pretende promover.
Publicidade
Grande Rio: Os ensaios de quadra da Acadêmicos do Grande Rio voltarão a acontecer a partir de terça-feira, dia 10 de novembro. Em postagem nas redes sociais, a organização destaca que "a presença não será obrigatória, ou seja, integrantes do grupo de risco ou pessoas que ainda não se sintam à vontade para comparecer não precisam fazê-lo". A escola de samba também ressaltou que o uso de máscara é indispensável. A quadra não estará aberta para o público em geral.