Ser pai é pop

Com 250 mil livros vendidos no Brasil e exterior, 3,2 milhões de fãs no Facebook, 300 milhões de visualizações nos seus vídeos e pai de Aurora e Anita, Marcos Piangers é autor do best seller 'O Papai É Pop' e defensor ativo de papéis iguais para pais e mães na criação dos filhos

Por Aventuras maternas

Ser pai é pop - coluna Aventuras Maternas
Ser pai é pop - coluna Aventuras Maternas -

Rio - Com 250 mil livros vendidos no Brasil e exterior, 3,2 milhões de fãs no Facebook, 300 milhões de visualizações nos seus vídeos e pai de Aurora e Anita, Marcos Piangers é autor do best seller 'O Papai É Pop' e defensor ativo de papéis iguais para pais e mães na criação dos filhos.

A coluna entrevistou o escritor para celebrar o Dia dos Pais, separando em tópicos sua visão sobre alguns temas.

Pais humanizados: "Muitos homens, eu percebo, têm a vontade de estar mais perto da família, dos filhos, ter a vida mais equilibrada, e se sente pressionado pela sociedade a manter a obsessão por ganhar dinheiro e obter sucesso. Mas isso está mudando. Entendemos que há uma possibilidade de encontrar felicidade e equilíbrio no ambiente familiar, perto dos filhos".

Mais merecedores? "É como aquela pessoa que devolve uma carteira cheia de dinheiro e vira manchete de jornal. O homem deveria participar o tempo todo. Infelizmente, ainda é exceção. A gente precisa de incentivos para lembrar à sociedade doente e obcecada pelo dinheiro, de que sim, deveria ser padrão participar e dividir todas as questões, de reuniões escolares até ir aos hospitais com os filhos. É positivo para a formação da criança, como vemos em outros países que funcionam assim e liberta a mulher para trabalhar e ganhar mais dinheiro, equilibrando também a questão do salário entre os sexos".

Bloqueio materno: "Existe uma pressão social para a mãe ser perfeita o tempo todo, cumprir todas as questões relacionadas à maternidade. Só ela é punida se faz algo errado e bloqueia o pai por culpa. É importante passar mais a bola para o parceiro, se livrar da pressão e permitir que o pai também descubra uma série de prazeres e delícias que existem na criação do filho".

Pais já amamentam: "Algumas mães que vão cedo para o trabalho já deixam o pai com a criança e com leite materno estocado, e assim o homem participa desse momento que é tão mágico, transformar amor em alimento. Do ponto de vista pedagógico, o paternar sempre esteve ligado a incentivar o filho e filha a encarar o mundo com coragem, e o maternar sempre teve a ver com esse aconchego. Homens e mulheres podem exercitar os dois".

Comentários

Últimas de DMulher